Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Ensino

- Publicada em 21h16min, 10/10/2019. Atualizada em 08h09min, 11/10/2019.

Feira do CIEE-RS apresenta oportunidades a estudantes

Durante dois dias, alunos do Ensino Médio de 20 escolas puderam participar de oficinas e outras atividades

Durante dois dias, alunos do Ensino Médio de 20 escolas puderam participar de oficinas e outras atividades


/MARIANA CARLESSO/JC
Carlos Villela
Cerca de 2 mil estudantes de mais de 20 escolas de Porto Alegre e região participaram da Expo CIEE-RS, que ocorreu nos dias 9 e 10 no Centro de Eventos da entidade, na Zona Norte de Porto Alegre. Promovendo palestras e oficinas sobre temas como Inteligência artificial, mercado de trabalho e empreendedorismo, o evento também proporcionou ao público presente atividades com drones em arena, óculos de realidade virtual e futebol de robôs. Esta foi a primeira edição da feira na Capital gaúcha, seguindo cidades como São Paulo que já tiveram 22 edições do projeto.
Cerca de 2 mil estudantes de mais de 20 escolas de Porto Alegre e região participaram da Expo CIEE-RS, que ocorreu nos dias 9 e 10 no Centro de Eventos da entidade, na Zona Norte de Porto Alegre. Promovendo palestras e oficinas sobre temas como Inteligência artificial, mercado de trabalho e empreendedorismo, o evento também proporcionou ao público presente atividades com drones em arena, óculos de realidade virtual e futebol de robôs. Esta foi a primeira edição da feira na Capital gaúcha, seguindo cidades como São Paulo que já tiveram 22 edições do projeto.
De acordo com o gestor de Relações Institucionais do CIEE-RS, Claudio Bins, o maior ganho da feira é que os estudantes possam interagir com novas formas de inovação e tecnologia. "Há jovens que muitas vezes estão em vulnerabilidade social, oriundos de comunidades e famílias que não tem um nível de escolaridade alto, então é uma oportunidade ímpar porque eles terão acesso a tipos de conhecimento e informação de alta qualidade", comenta.
Notícias sobre economia são importantes para você?
O acesso a novidades tecnológicas, shows musicais e palestras variadas, que iam desde especialistas em neurociência até influenciadores digitais, também proporciona novas experiências extracurriculares para os alunos. "Eles gostam de fazer coisas fora da escola, e, como o propósito é mostrar novas possibilidades no mercado de trabalho e trabalhar a criatividade, estavam bastante ansiosos", afirma a professora Carla Xavier, que leciona sociologia no Colégio Estadual Padre Rambo, na Zona Leste de Porto Alegre. O próximo passo, explica ela, é que os alunos assimilem o conhecimento e passem adiante para alunos mais novos. "A ideia é que eles possam ser multiplicadores dessas palestras, principalmente a partir do olhar deles, para que possam levar isso para os colegas do primeiro ano que estão tendo aula no período."
É o caso de uma de suas alunas, a estudante Ellen Gonçalves, de 17 anos, que está no último ano do Ensino Médio. "Acho muito bacana esse tipo de feira, nem todos têm a oportunidade de vir, tudo é muito interessante e um pouco de cada é sempre bom", afirma.
Comentários CORRIGIR TEXTO