Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 10 de outubro de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 10/10 às 10h08min

Taxas futuras de juros caem com dólar, varejo abaixo da mediana e cessão onerosa

O movimento é de leve baixa nos juros futuros na manhã desta quinta-feira (10) em linha com o dólar e após as vendas no varejo de agosto, divulgadas pelo IBGE, terem vindo abaixo da mediana tanto no âmbito restrito como no ampliado.
O movimento é de leve baixa nos juros futuros na manhã desta quinta-feira (10) em linha com o dólar e após as vendas no varejo de agosto, divulgadas pelo IBGE, terem vindo abaixo da mediana tanto no âmbito restrito como no ampliado.
As vendas no varejo restrito na margem subiram 0,1% (mediana das projeções de 0,3%) e ficaram estáveis no ampliado (mediana 0,60%). Além disso, é favorável a aprovação do projeto de lei da partilha da cessão onerosa em votação simbólica na noite dessa quarta-feira (9) na Câmara, abrindo caminho para a possibilidade de votação em segundo turno da reforma da Previdência no Senado no dia 22.
Às 9h25min desta quinta, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2021 estava em 4,66%, na mínima, de 4,70% no ajuste anterior. O vencimento para janeiro de 2023 marcava 5,79%, na mínima, de 5,83% no ajuste de ontem, enquanto o DI para janeiro de 2025 exibia 6,46%, de 6,48% no ajuste anterior.
Estadão Conteúdo
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia