Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 09 de outubro de 2019.
Dia Mundial dos Correios.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

comércio exterior

09/10/2019 - 19h20min. Alterada em 09/10 às 20h27min

Evento gratuito aborda China, Brics e Nova Rota da Seda

A nova rota da seda é uma das principais estratégias do país para promover intercâmbios e laços com nações na Ásia, África e Europa

A nova rota da seda é uma das principais estratégias do país para promover intercâmbios e laços com nações na Ásia, África e Europa


Wálmaro Paz/Divulgação/JC
Quem está ligado no que acontece no outro lado do mundo, mais especificamente na China, vai se interessar pelo painel que será apresentado na noite desta quinta-feira (10) na Faculdade de Ciências Econômicas da Ufrgs, no campus central em Porto Alegre.
Quem está ligado no que acontece no outro lado do mundo, mais especificamente na China, vai se interessar pelo painel que será apresentado na noite desta quinta-feira (10) na Faculdade de Ciências Econômicas da Ufrgs, no campus central em Porto Alegre.
Dentro do seminário China - 70 anos de Profundas Transformações, que pega carona na data histórica para a segunda economia do planeta, o tema que encerra o evento vai tratar de China, Brics e a Nova Rota da Seda, a partir das 18h30min, no auditório da Faculdade, na avenida João Pessoa, 52.
O seminário já apresentou a história do país, que já foi a economia mais rica do globo, descreveu os períodos de ascensão e crise e também as reformas que vêm ocorrendo desde 1978 que provocaram mudanças no modelo de economia, inserindo componentes de mercado, como muitos representantes de setores governamentais chineses costumam conceituar.
A nova rota da seda é uma das principais estratégias do país para promover intercâmbios e laços com nações na Ásia, África e Europa. Por meio de conexão geográfica - seja por rodovias, ferrovias e portos - e também usando tecnologias de comunicação para interligar regiões, a China propõe revisitar o que foi a rota da seda, que foi o maior hub de comércio antes da revolução industrial entre o Oriente e Ocidente.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia