Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Negócios Corporativos

- Publicada em 03h12min, 07/10/2019. Atualizada em 03h00min, 07/10/2019.

Justiça homologa plano de recuperação judicial da Artecola

Dívida soma R$ 820 milhões

Dívida soma R$ 820 milhões


/ANA PAULA APRATO/ARQUIVO/JC
A Justiça homologou a recuperação judicial da Artecola, empresa gaúcha com sede em Campo Bom que atua com o setor químico e com materiais voltados ao setor calçadista. A dívida da companhia é de R$ 820 milhões. O juiz Alexandre Kosby Boeira, da Vara de Falências e Concordatas da Comarca de Novo Hamburgo, validou o acordo aprovado pelos credores em assembleia em 27 de setembro. "Tivemos um trabalho muito ajustado entre nossa equipe interna e a consultoria jurídica que nos assessorou ao longo do processo", ressalta o presidente-executivo da Artecola, Eduardo Kunst, em nota.
A Justiça homologou a recuperação judicial da Artecola, empresa gaúcha com sede em Campo Bom que atua com o setor químico e com materiais voltados ao setor calçadista. A dívida da companhia é de R$ 820 milhões. O juiz Alexandre Kosby Boeira, da Vara de Falências e Concordatas da Comarca de Novo Hamburgo, validou o acordo aprovado pelos credores em assembleia em 27 de setembro. "Tivemos um trabalho muito ajustado entre nossa equipe interna e a consultoria jurídica que nos assessorou ao longo do processo", ressalta o presidente-executivo da Artecola, Eduardo Kunst, em nota.
O processo começou em fevereiro de 2018. Segundo a empresa, o plano aprovado prevê o "pagamento negociado de todos os credores". Kunst reforça que a meta é assegurar a "saúde financeira do negócio químico, que é a origem da empresa". A Artecola tem mais de 70 anos de operação, com negócios em adesivos e laminados especiais para aplicações nos mais diversos segmentos industriais, consumo e extrusão. Possui unidades produtivas no Rio Grande do Sul e em São Paulo, e em cinco países da América Latina.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO