Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Finanças

- Publicada em 03h09min, 02/10/2019. Atualizada em 03h00min, 02/10/2019.

Trabalhador pode aderir ao saque-aniversário do FGTS

Caixa já liberou R$ 10 bilhões no saque imediato desde 13 de setembro

Caixa já liberou R$ 10 bilhões no saque imediato desde 13 de setembro


/MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL/JC
Os trabalhadores que desejarem aderir ao saque-aniversário dos recursos de contas ativas e inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) já podem comunicar a opção à Caixa Econômica Federal. A modalidade, opcional, permite ao trabalhador sacar um percentual do saldo do FGTS todos os anos.
Os trabalhadores que desejarem aderir ao saque-aniversário dos recursos de contas ativas e inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) já podem comunicar a opção à Caixa Econômica Federal. A modalidade, opcional, permite ao trabalhador sacar um percentual do saldo do FGTS todos os anos.
Quanto menor for o saldo no Fundo, maior o percentual do saque, podendo a alíquota variar de 5% até 50% do saldo. No novo modelo, as outras formas de saque existentes hoje, como para compra do primeiro imóvel e doenças graves, continuam em vigor.
A modalidade seguirá o mesmo formato do saque-rescisão, que segmenta os trabalhadores por mês de nascimento. Em 2020, a liberação começa em abril. A partir do ano seguinte, o dinheiro começará a ser depositado na conta de quem optar pela modalidade no próprio mês de aniversário do beneficiário.
O trabalhador deverá, então, escolher a data em que deseja que o valor seja depositado, se no dia 1 ou 10 do mês de aniversário - quem optar pelo 10º dia terá o valor corrigido por juros e correção monetária do mês de saque.
O dinheiro estará disponível para saque por três meses. Se o trabalhador não retirar os recursos, eles voltam automaticamente para a conta no Fundo.
Para aderir à modalidade, é preciso informar ao banco. Isso pode ser feito pelo aplicativo FGTS ou pelo site fgts.caixa.gov.br. Quem não quiser receber o dinheiro não precisa fazer nada.
O banco divulgou balanço do saque imediato de até R$ 500, que começou em 13 de setembro para nascidos em janeiro, fevereiro, março e abril. Já foram liberados R$ 10 bilhões para 24 milhões de trabalhadores. No saque imediato, é possível pedir a devolução do dinheiro às contas do FGTS até abril de 2020. Nesse caso, o banco vai estornar os recursos, que serão corrigidos como se não tivessem sido sacados. A Caixa lembra que aderir ao saque imediato não significa optar pelo saque-aniversário.

Saque-aniversário

Como funciona?
O trabalhador que aderir ao novo sistema poderá retirar um percentual específico do seu FGTS todo ano, a partir de abril de 2020.
Para quem nasceu em janeiro e fevereiro, o saque poderá ser feito em abril de 2020. Para aniversariantes em março e abril, em maio. E para aqueles que nasceram em maio e junho, em junho.
A partir de julho de 2020, o calendário segue o mês de aniversário.
Quem sacar os R$ 500,00 em 2020 poderá também fazer retiradas pelo saque-aniversário?
Sim. São programas distintos. O saque imediato não impede a retirada de recursos do saque-aniversário.
O que o trabalhador ganha e perde caso migre para o saque-aniversário?
O trabalhador que migrar para o saque--aniversário vai abdicar do saque do FGTS na rescisão. Em caso de demissão, terá direito apenas à multa de 40%.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO