Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Inovação

- Publicada em 03h10min, 26/09/2019. Atualizada em 03h00min, 26/09/2019.

BRDE lança edital de programa para aceleração de startups

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) lança hoje o edital para contratação de Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT) ou Aceleradora de startups que prestará serviços ao banco na etapa piloto do Programa BRDE LABS no Rio Grande do Sul. O lançamento ocorrerá no auditório da sede central do BRDE, em Porto Alegre.
O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) lança hoje o edital para contratação de Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT) ou Aceleradora de startups que prestará serviços ao banco na etapa piloto do Programa BRDE LABS no Rio Grande do Sul. O lançamento ocorrerá no auditório da sede central do BRDE, em Porto Alegre.
Serão selecionadas 10 startups, que receberão capacitação em diversas áreas como estratégia de vendas, relações públicas, financeira, entre outras. O programa terá duração de seis meses e não haverá custos para as startups. Serão considerados, prioritariamente, empreendedores que tenham soluções voltadas para o agronegócio, saúde, indústria 4.0 - IoT, tecnologia da informação, energia, educação, logística e meio ambiente.
Ao final do programa, o BRDE, em conjunto com a ICT ou Aceleradora, avaliará o desempenho de cada startup e premiará as três melhores colocadas, da seguinte forma: 1º lugar, R$ 25 mil; 2° lugar, R$ 15 mil; e 3º lugar, R$ 10 mil.
No evento, será apresentado o Fundo de Investimento em Startups FIP Anjo, do qual o BRDE é cotista. O objetivo do fundo é o aporte em empresas nascentes, sendo que 40% delas com faturamento anual de até R$ 1 milhão. O restante será destinado a empresas com faturamento de até R$ 16 milhões.
Deverão ser contempladas cerca de 150 empresas. O fundo já dispõe de R$ 60 milhões, com expectativa de elevar a captação para R$ 100 milhões. As empresas alvo são das áreas de Economia Criativa, Agronegócio, Saúde e Biotech, Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), Fintechs e Cidades Inteligentes. "Nossa expectativa é aportar recursos para 150 empresas, durante um período de investimento de cinco anos. O patrimônio comprometido deverá ser de até R$ 100 milhões", informa o vice-presidente do BRDE, Luiz Corrêa Noronha.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO