Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

indústra

- Publicada em 16h23min, 24/09/2019. Atualizada em 16h22min, 24/09/2019.

Stihl dá largada à ampliação que vai gerar até 500 empregos

Novo prédio de montagem da empresa foi lançado em São Leopoldo

Novo prédio de montagem da empresa foi lançado em São Leopoldo


/MARCELO G. RIBEIRO/JC
Patrícia Comunello
Dentro do plano de investir R$ 500 milhões até 2023, a alemã Stihl deu a largada na ampliação de uma de suas áreas na planta em São Leopoldo. O investimento será de R$ 67 milhões, com abertura de 160 empregos diretos e mais 500 indiretos, segundo a empresa.
Dentro do plano de investir R$ 500 milhões até 2023, a alemã Stihl deu a largada na ampliação de uma de suas áreas na planta em São Leopoldo. O investimento será de R$ 67 milhões, com abertura de 160 empregos diretos e mais 500 indiretos, segundo a empresa.
O presidente da operação brasileira, Cláudio Guenther, diz que a nova área vai permitir que a capacidade de fabricação de unidades motoras passe de 1 milhão para 1,1 milhão unidades motoras por ano. A Stihl lidera o mercado brasileiro de ferramentas motorizadas portáteis. Hoje a empresa utiliza 70% da capacidade.
Notícias sobre economia são importantes para você?
A previsão é de conclusão do novo prédio industrial com 14 mil metros quadrados em 2021. Na execução do projeto, 80% dos materiais serão comprados de fornecedores do Rio Grande do Sul, disse Guenther. A unidade ganhará maior nível de tecnologia seguindo conceitos da chamada indústria 4.0, com injeção de plásticos, usinagem e pintura de peças de magnésio, entre outras inovações.
Comentários CORRIGIR TEXTO