Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Desestatização

- Publicada em 22h03min, 17/09/2019. Atualizada em 22h03min, 17/09/2019.

PPP da Corsan é apresentada a investidores chineses em Pequim

Proposta da PPP é acelerar a universalização dos serviços de coleta e de tratamento de esgoto

Proposta da PPP é acelerar a universalização dos serviços de coleta e de tratamento de esgoto


ARQUIVO CORSAN/DIVULGAÇÃO/JC
O secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, e o diretor-presidente da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), Roberto Barbuti, desembarcam em Pequim, capital da China, para apresentar a investidores internacionais o potencial econômico do Rio Grande do Sul e o projeto de parceria público-privada (PPP) da estatal.
O secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, e o diretor-presidente da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), Roberto Barbuti, desembarcam em Pequim, capital da China, para apresentar a investidores internacionais o potencial econômico do Rio Grande do Sul e o projeto de parceria público-privada (PPP) da estatal.
"A gente sabe que o êxito da PPP da Corsan passa por uma ampla concorrência e é essa atuação que nós vamos buscar na China, empresas chinesas interessadas em participar desse certame que é muito importante para o nosso desenvolvimento, para universalizarmos o saneamento na região metropolitana de Porto Alegre", disse o secretário.
Notícias sobre economia são importantes para você?
Serão dois dias de reuniões com seis empresas do ramo de saneamento e de outros setores, entre as quais Gezhouba Group, China Railway e PowerChina. A ideia é ampliar o número de participantes na concorrência.
Para o secretário Artur Lemos, é o momento de apresentar a PPP, mas também de mostrar outras potencialidades que o Rio Grande do Sul tem para o desenvolvimento como um todo. "Além da PPP da Corsan, no próximo ano teremos a privatização da CEEE, da CRM e da Sulgás, assim como as concessões de rodovias, o interesse nas concessões de portos e hidrovias. Então o Rio Grande do Sul tem um leque muito grande e tem de se apresentar para o mundo, ampliar a disputa, ampliar o interesse."
O edital de licitação da PPP da Corsan foi lançado no dia 16 de agosto em cerimônia no Palácio Piratini e foi apresentado ao mercado de investidores brasileiros na sede da B3. A intenção da proposta é acelerar a universalização dos serviços de coleta e de tratamento de esgoto na Região Metropolitana de Porto Alegre, com meta de elevar a cobertura para 87,3% em até 11 anos.
O presidente da Corsan, disse que a companhia trabalha em novas PPPs e por isso a importância de atrair investidores. "Isso se aplica também a países como a China que têm muito capital disponível e know-how de infraestrutura", ressalta.
A PPP abrange as cidades de Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Eldorado do Sul, Esteio, Gravataí, Guaíba, Sapucaia do Sul e Viamão, beneficiando cerca de 1,5 milhão de pessoas. Ao longo dos 35 anos de contrato, o valor do investimento projetado para o parceiro privado é de R$ 1,8 bilhão.
Comentários CORRIGIR TEXTO