Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

TECNOLOGIA

- Publicada em 03h19min, 18/09/2019. Atualizada em 03h00min, 18/09/2019.

Número de computadores vendidos aumenta 0,3% no 2º trimestre

Levantamento da IDC Brasil mostra que foram vendidas 1,448 milhão de máquinas no País entre abril e junho

Levantamento da IDC Brasil mostra que foram vendidas 1,448 milhão de máquinas no País entre abril e junho


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
O mercado de computadores teve alta de 0,3% no segundo trimestre de 2019 ante o mesmo período de 2018. Levantamento da IDC Brasil mostra que foram vendidas 1,448 milhão de máquinas no País entre abril e junho, com receita total de R$ 4,1 bilhões, 12% a mais que nos mesmos meses do ano passado. Em nota divulgada nesta terça-feira (17), o analista de mercado da IDC, Wellington La Falce, atribuiu o crescimento às compras corporativas.
O mercado de computadores teve alta de 0,3% no segundo trimestre de 2019 ante o mesmo período de 2018. Levantamento da IDC Brasil mostra que foram vendidas 1,448 milhão de máquinas no País entre abril e junho, com receita total de R$ 4,1 bilhões, 12% a mais que nos mesmos meses do ano passado. Em nota divulgada nesta terça-feira (17), o analista de mercado da IDC, Wellington La Falce, atribuiu o crescimento às compras corporativas.
O segmento vendas corporativas de computadores teve alta de 2% na comparação interanual, com vendas de 536 mil computadores, sendo 290 mil desktops e 246 mil notebooks.
No varejo, o aumento ano a ano foi de 0,5%, um resultado melhor que a queda de 8% registrada no primeiro trimestre. Foram 771 mil notebooks, queda de 1%, e 141 mil desktops vendidos, alta de 12%. Os preços médios passaram, respectivamente, para R$ 2.150 e R$ 2.670, alta de 14% para desktops e de 8% para os notebooks.
De acordo Lace, o segmento de computadores de mesa tem tido seu crescimento puxado pela demanda do público gamer.
Comentários CORRIGIR TEXTO