Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Trabalho

- Publicada em 22h37min, 15/09/2019. Atualizada em 22h37min, 15/09/2019.

Caixa libera R$ 4,97 bi em saques do FGTS

Agências de todo o Brasil vão abrir com horário estendido novamente nesta segunda e terça-feira

Agências de todo o Brasil vão abrir com horário estendido novamente nesta segunda e terça-feira


/MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL/JC
A Caixa Econômica Federal registrou 12 milhões de transações no primeiro sábado com agências bancárias abertas para o pagamento do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) no valor de R$ 500,00. Segundo o banco, foram creditados R$ 4,97 bilhões nas contas de mais de 12 milhões de trabalhadores.
A Caixa Econômica Federal registrou 12 milhões de transações no primeiro sábado com agências bancárias abertas para o pagamento do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) no valor de R$ 500,00. Segundo o banco, foram creditados R$ 4,97 bilhões nas contas de mais de 12 milhões de trabalhadores.
Os porto-alegrenses que se preparam para o início dos saques do FGTS não enfrentaram grandes problemas para a liberação do benefício na sexta-feira (13).
O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que o banco está preparado para atender os trabalhadores interessados em fazer a retirada dos valores disponíveis. "A cada duas semanas, vamos liberar mais de R$ 5 bilhões. A Caixa está preparada para atender a população com tranquilidade nos mais de 55 mil pontos de atendimento em todas as regiões do Brasil", disse.
Notícias sobre os saques do FGTS são importantes para você?
Com os pagamentos do FGTS liberados na sexta-feira (13), o banco atingiu o maior número de transações da história no Internet Banking. Até sábado (14), foram mais de 33 milhões de movimentações, aumento de 97% comparado com o dia 14 de agosto.
Os porto-alegrenses que foram na sexta-feira a uma agência da Caixa para sacar o Fundo não encontraram dificuldades. Na rua dos Andradas, onde fica a maior das 52 agências do banco na Capital, o movimento foi baixo no começo do dia, registrando quase o mesmo fluxo de um dia normal.
Dentro da agência, a maior parte das pessoas formava fila para o atendimento rotineiro. Outras procuravam o gerente pedindo informações sobre o benefício. Era o caso de Jaderson Martins, que atua no setor de serviços gerais de uma empresa de segurança. Ele buscava o saque imediato com intuito de pagar uma dívida em outro banco.
A Caixa vai trabalhar novamente com horário estendido por duas horas nesta segunda (16) e terça-feira (17). As agências que normalmente abrem às 11h vão iniciar o atendimento às 9h. Já as que abrem às 10h iniciarão os trabalhos às 8h e as que abrem às 9h atenderão a partir das 8h e terão uma hora a mais ao final do expediente. No caso de agências que abrem às 8h, serão duas horas a mais ao final do expediente.
O banco começou a fazer o depósito automático para quem tem conta poupança, seguindo calendário do mês de nascimento. Os próximos a ter acesso ao saque são os nascidos em maio, junho, julho e agosto, no dia 27 de setembro. Em seguida, no dia 9 de outubro, será a vez de os nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro. Clientes que têm conta corrente podem fazer o pedido de crédito em um dos canais de atendimento.
Cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança. Os clientes que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais disponibilizados pela Caixa além das agências - aplicativo do FGTS, a página na internet, o Internet Banking Caixa e o telefone 0800 724 2019.
Para aqueles que não têm conta poupança na Caixa, aberta até o dia 24 de julho de 2019, ou conta-corrente, o calendário começa no dia 18 de outubro, para os nascidos em janeiro, e vai até 6 de março de 2020, para os nascidos em dezembro.

Especialistas orientam como utilizar os recursos

Uma pesquisa da XP/Ipespe mostra que 41% dos brasileiros que pretendem sacar os R$ 500,00 do FGTS usarão o montante para quitar dívidas. Na sequência, a segunda finalidade apontada na pesquisa foi a aplicação financeira. Pelo levantamento, 26% dos cotistas do Fundo pretendem investir o dinheiro sacado.

A primeira recomendação dos especialistas em finanças para quem não tem dívida para pagar é que o dinheiro seja usado pelos cotistas para criar uma reserva para emergências, como a perda do emprego ou algum problema de saúde. O que os planejadores financeiros recomendam é poupar um montante equivalente a entre quatro e seis meses da renda mensal em aplicações de renda fixa, como um CDB ou título do Tesouro Direto.

Os especialistas pontuam que pode ser interessante procurar outras alternativas de investimentos que ampliem os ganhos com uma carteira mais diversificada. Investimentos em renda variável, como ações, são mais arriscados, mas se tornam mais atraentes na comparação com a renda fixa diante dos juros na mínima histórica.

"Os juros estão baixos, e a tendência é que haja novos cortes. Para o investidor que quer mais retorno e que está ciente dos riscos da volatilidade, o investimento no mercado acionário é uma opção", destaca Humberto Vignatti, gestor de renda fixa da Porto Seguro Investimentos.

A Bolsa de Valores, relembra Vignatti, também pode ser influenciada positivamente com o avanço da agenda de reformas do governo. "A economia brasileira está em um processo gradual de retomada do crescimento. Isso tende a se traduzir em melhores resultados para as empresas, o que, consequentemente, tende a contribuir para impulsionar a bolsa local."

Outra alternativa é abrir ou fazer um aporte em um plano de previdência privada. Com a reforma das regras para a aposentadoria, os especialistas ressaltam a necessidade de tornar o planejamento financeiro um hábito, a fim de garantir a renda futura.

"Diante do atual cenário, com as discussões em torno da reforma da Previdência, é importante pensar em um investimento a longo prazo para complementar a aposentadoria. Esse valor do FGTS pode ser o investimento inicial para criar a cultura de poupança", diz o gestor da Porto Seguro.

Comentários CORRIGIR TEXTO