Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Consumo

- Publicada em 03h13min, 16/09/2019. Atualizada em 03h00min, 16/09/2019.

Endividamento e inadimplência sobem em agosto

percentual de famílias com dívidas chegou a 64,8% em agosto, acima dos 64,1% de julho

percentual de famílias com dívidas chegou a 64,8% em agosto, acima dos 64,1% de julho


JONATHAN HECKLER/arquivo/JC
A parcela de famílias endividadas e inadimplentes aumentou em agosto, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) divulgada na sexta-feira (13) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).
A parcela de famílias endividadas e inadimplentes aumentou em agosto, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) divulgada na sexta-feira (13) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).
O percentual de famílias com dívidas chegou a 64,8% em agosto, acima dos 64,1% de julho deste ano e dos 60,7% de agosto do ano passado. Já os inadimplentes chegaram a 24,3%, taxa superior aos 23,9% de julho e aos 23,8% de agosto do ano passado.
O percentual de famílias que declararam não ter condições de pagar as contas ou dívidas em atraso diminuiu para 9,5% em agosto. Em julho, eram 9,6% e, em agosto de 2018, eram 9,8%.
Segundo o presidente da CNC, José Roberto Tadros, mesmo com o aumento do endividamento e da inadimplência, as famílias se mostraram mais otimistas sobre sua capacidade de pagamento.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO