Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Agronegócios

- Publicada em 03h07min, 03/09/2019. Atualizada em 03h00min, 03/09/2019.

Fiscais do ministério visitam a Ceasa hoje

Sistema foi criado para garantir maior controle de resíduos de defensivos

Sistema foi criado para garantir maior controle de resíduos de defensivos


/CARL DE SOUZA/AFP/JC
Nesta terça-feira, o Ministério da Agricultura fará uma ação de fiscalização na Ceasa - Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul. O ministério quer ver como está a adesão à instrução normativa que instituiu a Rastreabilidade de Produtos Vegetais Frescos, em vigor desde o dia 1º de agosto de 2019 para o primeiro grupo de alimentos (maçã, uva, citros, batata, tomate, pepino, alface e repolho).
Nesta terça-feira, o Ministério da Agricultura fará uma ação de fiscalização na Ceasa - Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul. O ministério quer ver como está a adesão à instrução normativa que instituiu a Rastreabilidade de Produtos Vegetais Frescos, em vigor desde o dia 1º de agosto de 2019 para o primeiro grupo de alimentos (maçã, uva, citros, batata, tomate, pepino, alface e repolho).
"Este sistema vai garantir mais segurança ao consumidor e abrir novos mercados para o que é produzido aqui no Rio Grande do Sul", destaca o secretário Covatti Filho, da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).
Segundo o presidente da Ceasa, conveniada da Seapdr, Ailton dos Santos Machado, neste primeiro momento, os fiscais não irão multar os produtores que não estiverem em conformidade com a lei, apenas expedir notificações de advertência. A equipe da Ceasa vai ajudar a identificar os caminhões com os oito produtos do primeiro grupo no momento em que eles apresentarem o talão de notas no pórtico. Os veículos então serão inspecionados pelos fiscais do Mapa no espaço destinado à Auditoria de Cargas.
"Não é um auto de infração, é uma notificação de advertência, dizendo que a lei já está em vigor e que o produtor deveria estar com os produtos rotulados de acordo com a instrução normativa nº 02 de 2018", explicou Ailton.
O sistema de rastreabilidade foi criado com o objetivo de garantir maior controle de resíduos de defensivos agrícolas em vegetais frescos e frutas e, principalmente, permitir que o consumidor observe a procedência do produto. Mas o sistema é visto com ressalvas pelos agricultores, preocupados com as dificuldades que irão enfrentar para cumprir a normativa.
Comentários CORRIGIR TEXTO