Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 22 de agosto de 2019.
Dia do Folclore.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Indústria

22/08/2019 - 19h02min. Alterada em 22/08 às 19h20min

Sesi apresentará na Fiergs 200 projetos desenvolvidos por estudantes

"Sem educação, não há inovação e menos ainda se tirará proveito dos potenciais da Indústria 4.0", diz Colombo

"Sem educação, não há inovação e menos ainda se tirará proveito dos potenciais da Indústria 4.0", diz Colombo


CLAITON DORNELLES /JC
A segunda edição da mostra Sesi com Ciência vai apresentar ao público 200 projetos e protótipos, elaborados por estudantes de seus programas educacionais. O evento acontece entre os dias 30 de setembro e 1 de outubro. Com entrada franca, a mostra reunirá no Centro de Eventos da Fiergs diferentes profissionais ligados, de alguma forma, ao tema do ensino e da inovação.
A segunda edição da mostra Sesi com Ciência vai apresentar ao público 200 projetos e protótipos, elaborados por estudantes de seus programas educacionais. O evento acontece entre os dias 30 de setembro e 1 de outubro. Com entrada franca, a mostra reunirá no Centro de Eventos da Fiergs diferentes profissionais ligados, de alguma forma, ao tema do ensino e da inovação.
Superintendente regional do Sesi, Juliano Colombo explica que, apesar de muito se falar na moderna Indústria 4.0, ainda atuam no setor cerca de 300 mil industriários que não têm o Ensino Médio completo em um universo de 780 mil profissionais.
"Sem educação, não há inovação e menos ainda se tirará proveito dos potenciais da Indústria 4.0. Mas como 80% dos gaúchos hoje estudam em escolas públicas, também estamos investindo na qualificação de professores das redes municipais e estaduais para ajudar a mudar esse cenário", conta Colombo.
Levando a metodologia aplicada nas cinco escolas próprias do Sesi no Rio Grande do Sul para outras instituições públicas, a meta é contribuir no desenvolvimento pessoal e profissional de milhares de jovens, em parceria com prefeituras e empresas regionais.
"As prefeituras que tiverem interesse em introduzir a metodologia de ensino das escolas do Sesi em suas redes só precisam nos contatar que vamos fazer um diagnóstico e montar um plano adequado a cada realidade", destaca Colombo.
E é também para que professores, gestores públicos e jovens que querem conhecer a metodologia de ensino do Sesi que a mostra foi criada. A expetativa é atrair 10 mil pessoas ao Centro de Eventos da Fiergs para ver de perto projetos de estudantes das escolas do Sesi que já foram premiados dentro e fora do Brasil.
"Trabalhamos, além do que é básico, também com empreendedorismo, robótica, educação financeira e competências relacionais, para que os jovens saibam trabalhar em grupo e construir um projeto com resiliência, onde se possa errar, retomar e melhorar", resume Sônia Bier, gerente de educação do Sesi-RS.
Sônia e Colombo visitaram Jornal do Comércio na tarde desta quinta-feira para apresentar a mostra e as propostas do Sesi na área de educação para todo o Estado. No JC, foram recebidos pelo diretor-presidente do jornal, Mércio Tumelero, e pelo diretor de operações, Giovanni Tumelero.
"Na feira, os visitantes poderão conhecer, por exemplo, como se pode resolver problemas do dia a dia, como um asfalto que está se esfarelando na porta da sua casa. A solução pode estar em um asfalto alternativo, feito com casca de arroz, que é cultivado na própria cidade”, exemplifica Sônia.
Para escolas, estudantes, professores, gestores públicos e empresários interessados em visitar a mostra, as informações completas estão disponíveis no link https://www.sesirs.org.br/evento/sesi-comciencia ou pelo telefone 0800 51 8555.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia