Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de agosto de 2019.
Dia do Economista .

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Bancos

13/08/2019 - 08h38min. Alterada em 13/08 às 09h00min

Lucro líquido do Banco Inter cresce 90,9% no segundo trimestre

Número de contas no banco digital chega hoje a 2,5 milhões

Número de contas no banco digital chega hoje a 2,5 milhões


REPRODUÇÃO/FACEBOOCK /JC
Estadão Conteúdo
O Banco Inter encerrou o lucro líquido do segundo trimestre com alta de 90,9% ante o mesmo período do ano passado, para R$ 32,9 milhões. O retorno sobre o patrimônio líquido ficou em 13,7%, 3,2 pontos porcentuais maior do que no segundo trimestre de 2018.
O Banco Inter encerrou o lucro líquido do segundo trimestre com alta de 90,9% ante o mesmo período do ano passado, para R$ 32,9 milhões. O retorno sobre o patrimônio líquido ficou em 13,7%, 3,2 pontos porcentuais maior do que no segundo trimestre de 2018.
O patrimônio líquido soma R$ 973,1 milhões, alta de 5,9% sobre o mesmo intervalo do ano passado. Os ativos totais foram a R$ 6,754 bilhões, 45,7% acima do mesmo período do ano passado. A carteira de crédito ampliada ficou em R$ 3,963 bilhões, 37,2% acima do segundo trimestre do ano passado.
O banco digital em julho passado uma oferta subsequente de ações (follow-on), 100% primária, na qual captou cerca de R$ 1,2 bilhão. O número de contas atualmente é de cerca de 2,5 milhões, crescimento de 243% em um ano. Destas, 1,1 milhão de contas foram abertas no primeiro semestre deste ano. O Índice de Basileia, entretanto, caiu para 23,6%, 10,4 p.p. abaixo do mesmo período do ano passado.
Em mensagem da administração que acompanha o informe, o banco pontua que "ao longo dos últimos anos, vimos uma mudança substancial em nosso modelo de negócios. Acreditamos que temos conseguido gerar valor para nossos acionistas a partir de um crescimento exponencial na base de clientes, mas ao mesmo tempo sustentável, uma vez que mantemos a alta qualidade de serviço prestado. Entendemos que tal crescimento tem sido priorizado frente a geração de maior rentabilidade no curto prazo. Porém, com a evolução das receitas de serviços, altamente correlacionadas ao número e maturação da base de clientes, lançamento de novos produtos, somados aos ganhos de escala e eficiência em custos que veremos ao longo dos próximos anos, temos um potencial de entrega de rentabilidades significativamente acima do que temos visto nos últimos trimestres."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia