Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de agosto de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Indústria Automotiva

Edição impressa de 07/08/2019. Alterada em 07/08 às 03h00min

Venda de veículos sobe 12,1% no acumulado de janeiro a julho

Produção de automóveis cresceu 3,6%, para 1,74 milhão de unidades

Produção de automóveis cresceu 3,6%, para 1,74 milhão de unidades


/FCA/DIVULGAÇÃO/JC
A venda de veículos no País aumentou 12,1% de janeiro a julho de 2019 na comparação com o mesmo período do ano anterior, passando de 1,38 milhão de unidades para 1,55 milhão. Quando comparadas as vendas de julho de 2019 (243,6 mil) com o mesmo mês de 2018 (217,5 mil), houve elevação de 12%. Na comparação com junho, os licenciamentos aumentaram 9,1%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (6) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).
A venda de veículos no País aumentou 12,1% de janeiro a julho de 2019 na comparação com o mesmo período do ano anterior, passando de 1,38 milhão de unidades para 1,55 milhão. Quando comparadas as vendas de julho de 2019 (243,6 mil) com o mesmo mês de 2018 (217,5 mil), houve elevação de 12%. Na comparação com junho, os licenciamentos aumentaram 9,1%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (6) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).
A exportação de veículos montados caiu 38,4% de janeiro a julho na comparação com o mesmo período do ano passado. Em relação a julho de 2018, a venda para o exterior caiu 15,7% e ante junho deste ano houve aumento de 4,2%.
"Continuamos tendo queda nas exportações basicamente por conta da Argentina. Este mês tivemos um pequeno acréscimo de exportações para Colômbia e México que ajudou a diminuir essa queda, mas exportação é um número que estamos estimando que poderá gerar queda no total do ano de cerca de 29%", afirmou o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes.
Segundo a associação, a produção dos sete meses de 2019 aumentou 3,6% ante o mesmo período do ano passado, ao passar de 1,68 milhão para 1,74 milhão de veículos produzidos. Na comparação entre os meses de julho houve crescimento de 8,4%. No sétimo mês deste ano a produção chegou a 266,4 mil. Na comparação com junho o aumento foi de 14,2%. "A produção teve um crescimento importante em linha com o crescimento do mercado interno e também compatível com o novo cenário das exportações", disse Moraes.
Em relação às máquinas agrícolas, as vendas no mercado interno em julho caíram 9,4%, de acordo com a Anfavea. No mês passado, foram vendidas 3,9 mil máquinas agrícolas contra 4,3 mil em junho.
Na comparação com julho do ano passado, as vendas de máquinas agrícolas caíram 17,2% e no acumulado do ano até julho a queda foi de 3,4%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia