Porto Alegre, segunda-feira, 27 de julho de 2020.
Dia do Despachante.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 27 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Agronegócios

- Publicada em 03h02min, 01/08/2019. Atualizada em 03h00min, 01/08/2019.

Mapa irá auditar serviço veterinário em setembro

De 2 a 6 de setembro, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) irá auditar o serviço de defesa agropecuária do Rio Grande do Sul para verificar o andamento das melhorias implantadas desde outubro de 2017, quando foi feita a última avaliação. A inspeção vai começar um dia após o encerramento da 42ª Expointer, que ocorrerá de 24 de agosto a 1 de setembro.
De 2 a 6 de setembro, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) irá auditar o serviço de defesa agropecuária do Rio Grande do Sul para verificar o andamento das melhorias implantadas desde outubro de 2017, quando foi feita a última avaliação. A inspeção vai começar um dia após o encerramento da 42ª Expointer, que ocorrerá de 24 de agosto a 1 de setembro.
A auditoria estava prevista inicialmente para 2020, mas será antecipada em função da solicitação do governo do Rio Grande do Sul de retirar a vacinação contra a aftosa antes de junho de 2021, conforme prevê o cronograma previsto no Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA). Quatro veterinários dos estados de Minas Gerais, do Mato Grosso e do Tocantins percorrerão seis municípios gaúchos e a capital. Irão avaliar 42 itens que vão desde recursos humanos, a situação dos postos fixos de fiscalização agropecuária, revendas de vacinas até Unidades Veterinárias Locais (UVL) e Escritórios de Atendimento à Comunidade.
A cada três anos, todos os estados têm o Serviço Veterinário Oficial (SVO) auditado, como determina o programa QualiSV. O objetivo é verificar se as unidades da Federação estão cumprindo as diretrizes básicas da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), entre elas disponibilidade de recursos humanos e capacidade de certificação.
Os resultados esperados nas auditorias são: permitir uma visão mais clara, atualizada e global dos serviços veterinários, transparência, regularidade e agilidade do sistema de avaliação destes serviços e orientação para aperfeiçoamento dos pontos fracos. As próximas auditorias serão realizadas em Pernambuco, de 16 a 20 de setembro; no Maranhão, de 30 de setembro a 4 de outubro; em Rondônia, de 7 a 11 de outubro; no Rio de Janeiro, de 21 a 25 de outubro; em Minas Gerais, de 18 a 22 de novembro; e no Espírito Santo, de 25 a 29 de novembro.
Ontem, os responsáveis pelas 19 Supervisões Regionais da Secretaria da Agricultura participaram de encontro com o objetivo é realizar mais uma etapa de preparativos para a auditoria do Ministério da Agricultura. A chefe da Divisão de Defesa Sanitária Animal da Secretaria da Agricultura, Rosane Collares, explicou que esse encontro deve preparar os supervisores para que levem às unidades locais os principais pontos que serão observados pelos auditores. A documentação inicial, relatando as atividades realizadas pela secretaria na área de saúde animal será enviada no próximo dia 10.
Representantes da Superintendência Federal da Agricultura apresentaram o Quali-SV, que é o Programa de Avaliação da Qualidade e Aperfeiçoamento do Serviço Veterinário. É a ferramenta que será aplicada durante a auditoria para verificar a capacidade do Serviço Veterinário Estadual de cumprir todas as medidas de prevenção, vigilância, combate e controle de enfermidades com padronização de procedimentos, transparência e imparcialidade.
A auditoria fiscal federal agropecuária Alícia Farinatti revelou que o QUALI-SV foi considerado pela Organização Internacional de Saúde Animal (OIE) uma referência mundial para os países membros. O superintendente do Mapa no Estado, Bernardo Todeschini afirmou que o Estado tem tudo para obter grande êxito na auditoria. Um novo encontro deverá ser realizado na segunda semana de agosto, com representantes de todas as inspetorias veterinárias do Estado. O Fundesa aportou recursos para a realização das duas reuniões e participa de todo o processo preparatório para a auditoria. O presidente do Fundo, Rogério Kerber, explica que o apoio à qualificação do sistema de defesa sanitária é parte da missão do Fundesa e integra ações realizadas ao longo do tempo de existência do Fundo.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO