Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de julho de 2019.
Dia de Proteção às Florestas .

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

Alterada em 17/07 às 15h33min

Governo vai liberar até 35% do saldo das contas ativas do FGTS, diz Guedes

Segundo Guedes, recursos do FGTS poderão ser sacados no mês de aniversário dos que tiverem o benefício disponível

Segundo Guedes, recursos do FGTS poderão ser sacados no mês de aniversário dos que tiverem o benefício disponível


Alan Santos/PR/DIVULGAÇÃO/JC
Agência Folhapress
O ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que o governo anunciará nos próximos dias as regras para a liberação do dinheiro das contas ativas do FGTS [Fundo de Garantia do Tempo de Serviço].
O ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que o governo anunciará nos próximos dias as regras para a liberação do dinheiro das contas ativas do FGTS [Fundo de Garantia do Tempo de Serviço].
Segundo o ministro, até 35% do valor depositado pelo empregador atual poderá ser retirado das contas. O percentual dependerá da renda do trabalhador. Atualmente, o dinheiro das contas ativas tem uso limitado, sendo o principal destino o financiamento da casa própria.
A expectativa é que a medida libere R$ 42 bilhões para os trabalhadores.
Além disso, devem ser liberados outros R$ 21 bilhões dos recursos do Pis/Pasep. "A tendência é esta", disse Guedes na Argentina, onde participa da 54ª Cúpula do Mercosul.
Segundo Guedes, os recursos do FGTS vão poder ser sacados no mês de aniversário dos que tiverem o benefício disponível.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia