Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de julho de 2019.
Dia do Engenheiro Florestal.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

serviços

12/07/2019 - 10h44min. Alterada em 12/07 às 10h44min

Setor de serviços fica estável em maio, diz IBGE

Maio foi o segundo mês do ano sem quedas no setor, após um primeiro trimestre no vermelho

Maio foi o segundo mês do ano sem quedas no setor, após um primeiro trimestre no vermelho


ANA PAULA APRATO/ARQUIVO/JC
Folhapress
O setor de serviços ficou estável em maio, após alta de 0,5% no mês anterior, informou nesta sexta (12) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o setor de serviços cresceu 4,8%.
O setor de serviços ficou estável em maio, após alta de 0,5% no mês anterior, informou nesta sexta (12) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o setor de serviços cresceu 4,8%.
Maio foi o segundo mês do ano sem quedas, após um primeiro trimestre no vermelho. Quatro das cinco atividades pesquisadas pelo IBGE apresentaram alta, com destaque para os serviços de informação e comunicação (1,7%).
Houve avanços ainda em serviços profissionais, administrativos e complementares (0,7%), serviços prestados às famílias (0,5%) e outros serviços (2,6%). O segmento em queda foi serviços auxiliares aos transportes e correios (0,6%).
Nos cinco primeiros meses do ano, o setor de serviços acumula alta de 1,4%.
Em maio, o índice de atividades turísticas teve alta de 1,6%, após recuo de 1,3% em abril. Na comparação com o mesmo mês de 2018, os serviços de turismo cresceram 5,1%, impulsionados pelos segmentos de locação de automóveis e hotéis.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia