Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 09 de julho de 2019.
Feriado em São Paulo - Revolução Constitucionalista.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

reforma da previdência

09/07/2019 - 18h01min. Alterada em 09/07 às 18h01min

Maia abre sessão para discutir PEC da Previdência em primeiro turno

Agência Brasil
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, abriu a sessão de discussão da proposta de emenda à Constituição (PEC) que reforma a Previdência. Os debates sobre a PEC, no entanto, ainda não começaram porque os deputados discutem um projeto de lei que regulamenta práticas da vaquejada, do rodeio e do laço no país.
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, abriu a sessão de discussão da proposta de emenda à Constituição (PEC) que reforma a Previdência. Os debates sobre a PEC, no entanto, ainda não começaram porque os deputados discutem um projeto de lei que regulamenta práticas da vaquejada, do rodeio e do laço no país.
A PEC da Previdência é o próximo item da pauta. Para dar início à ordem do dia, o plenário aguarda o quórum regimental. Ao todo, são necessários 308 votos, o equivalente a três quintos da Casa, para aprovar a PEC, em dois turnos de votação.
A oposição está obstruindo a sessão. Depois de reunião no início da tarde, os deputados da oposição recusaram o acordo proposto pelos parlamentares favoráveis à reforma e estão apresentando requerimentos para atrasar a votação e retirar a PEC da pauta, que precisam ser votados em plenário.
Acompanhe ao vivo a sessão
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia