Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 03 de julho de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Fluxo cambial

03/07/2019 - 13h33min. Alterada em 03/07 às 13h35min

Fluxo cambial total de junho é negativo em US$ 8,286 bilhões

Somente na última sexta-feira (28), o fluxo total foi negativo em US$ 3,412 bilhões

Somente na última sexta-feira (28), o fluxo total foi negativo em US$ 3,412 bilhões


MARCELLO CASAL JR/ABR /JC
Estadão Conteúdo
Depois de registrar entradas de US$ 346 milhões em maio, o País fechou o mês de junho com fluxo cambial negativo de US$ 8,286 bilhões, informou o Banco Central. Como junho encerra o semestre, houve movimento forte de envio de recursos para outros países nos últimos dias do mês. Somente na última sexta-feira (28), o fluxo total foi negativo em US$ 3,412 bilhões.
Depois de registrar entradas de US$ 346 milhões em maio, o País fechou o mês de junho com fluxo cambial negativo de US$ 8,286 bilhões, informou o Banco Central. Como junho encerra o semestre, houve movimento forte de envio de recursos para outros países nos últimos dias do mês. Somente na última sexta-feira (28), o fluxo total foi negativo em US$ 3,412 bilhões.
No canal financeiro, houve saída líquida de US$ 8,434 bilhões no mês passado, resultado de aportes no valor de US$ 42,285 bilhões e de retiradas no total de US$ 50,719 bilhões. Este segmento reúne investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.
No comércio exterior, o saldo de junho ficou positivo em US$ 148 milhões, com importações de US$ 14,289 bilhões e exportações de US$ 14,437 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,342 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 4,970 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 7,125 bilhões em outras entradas.
O fluxo cambial do ano até 28 de junho (última sexta-feira) está negativo em US$ 5,121 bilhões. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 22,525 bilhões. O fluxo de 2019 passou a negativo na semana passada, quando houve saída líquida de US$ 8,628 bilhões.
No acumulado do ano até 28 de junho, a saída líquida de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 15,327 bilhões. Este resultado é fruto de aportes no valor de US$ 272,382 bilhões e de envios no total de US$ 287,708 bilhões.
No comércio exterior, o saldo anual acumulado ficou positivo em US$ 10,205 bilhões, com importações de US$ 82,287 bilhões e exportações de US$ 92,492 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 16,905 bilhões em ACC, US$ 23,557 bilhões em PA e US$ 52,030 bilhões em outras entradas.
O fluxo cambial da semana passada (de 24 a 28 de junho) ficou negativo em US$ 8,628 bilhões. O período considerado correspondeu à última semana do semestre, quando empresas e fundos costumam intensificar remessas de recursos para outros países.
Na semana passada, houve saída líquida pelo canal financeiro de US$ 8,994 bilhões, resultado de aportes no valor de US$ 10,478 bilhões e de envios no total de US$ 19,472 bilhões.
No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 366 milhões no período, com importações de US$ 4,925 bilhões e exportações de US$ 5,291 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 728 milhões em ACC, US$ 1,998 bilhão em PA e US$ 2,565 bilhões em outras entradas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia