Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de junho de 2019.
Dia do Cinema Brasileiro.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR| CORRIGIR

Mercado Financeiro

19/06/2019 - 15h05min. Alterada em 19/06 às 15h05min

Bolsas da Europa fecham sem direção única à espera do Fed

Estadão Conteúdo
Os mercados acionários europeus encerraram a sessão desta quarta-feira, 19, sem sinal único à medida que os investidores operaram à espera da reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que deve indicar os próximos passos das taxas de juros nos Estados Unidos. Os agentes continuaram a repercutir comentários de cunho "dovish" feitos anteriormente pelo presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, que, no pregão anterior, apoiaram os principais indicadores acionários do continente a exibirem fortes ganhos.
Os mercados acionários europeus encerraram a sessão desta quarta-feira, 19, sem sinal único à medida que os investidores operaram à espera da reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que deve indicar os próximos passos das taxas de juros nos Estados Unidos. Os agentes continuaram a repercutir comentários de cunho "dovish" feitos anteriormente pelo presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, que, no pregão anterior, apoiaram os principais indicadores acionários do continente a exibirem fortes ganhos.
Nesse cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600 fechou estável, com 384,77 pontos, após ter subido fortemente no dia anterior, quando Draghi colocou sobre a mesa a possibilidade de futuras reduções nas taxas de juros e de novas medidas de afrouxamento monetário. Os agentes ainda esperam a decisão do Fed. Os contratos futuros dos Fed funds apontam para alta possibilidade de cortes nos juros pelo banco central americano até o fim deste ano.
O subíndice de bancos do Stoxx 600 fechou em alta de 1,35%, para 134,71 pontos, e se destacou entre os setores. Na bolsa de Milão, o índice FTSE-MIB fechou em alta de 0,41%, para 21.221,38 pontos, com alta de 1,80% do Intesa Sanpaolo e de 4,19% do Banco BPM. Já o índice CAC 40, da bolsa de Paris, encerrou o pregão com ganho de 0,16%, para 5.518,45 pontos, onde o banco Natixis avançou 2,18% e o Crédit Agricole teve alta de 2,28%.
Na bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em baixa de 0,53%, para 7.403,54 pontos, enquanto o DAX, da bolsa de Frankfurt, caiu 0,19%, para 12.308,53 pontos. Em Madri, o índice Ibex 35 recuou 0,10%, para 9.231,20 pontos e, em Lisboa, o índice PSI 20 cedeu 0,51%, para 5.098,93 pontos.
COMENTAR| CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia