Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 30 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 30/05 às 08h13min

Bolsas da Ásia fecham em baixa, com cautela sobre comércio e crescimento

Estadão Conteúdo
As bolsas asiáticas fecharam em geral em queda nesta quinta-feira (30). Após uma sessão negativa ontem em Nova Iorque, os mercados do continente foram pressionados pelo temor com o quadro de tensões no comércio entre Estados Unidos e China e também com a trajetória do crescimento global, mesmo que sem grandes novidades nessas frentes nas últimas horas.
Na China, a Bolsa de Xangai fechou em baixa de 0,31%, em 2.905,81 pontos, e a de Shenzhen, de menor abrangência, recuou 0,63%, a 1.602,21 pontos. Xangai reduziu perdas mais para o fim do pregão, mas as ações do setor tecnológico em geral estiveram sob pressão, especialmente as fabricantes de microchips.
Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 0,44%, a 27.114,88 pontos. Tencent subiu 0,75% e os bancos em geral também avançaram, mas AIA teve queda de 2,15%. Henderson Land cedeu 2,9% e HK & China, 1,7%, ampliando perdas recentes.
O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, teve baixa de 0,29%, em 20.942,53 pontos. Apesar de ter encerrado na máxima do dia, a praça japonesa atingiu seu patamar mais baixo de fechamento desde meados de fevereiro. Astellas Pharma recuou 4,2% e a varejista Aeon caiu 3,1%, enquanto alguns papéis do setor financeiro e de eletrônicos subiram, com Tokyo Election em alta de 3,3%.
Na contramão da maioria, na Bolsa de Seul o índice Kospi registrou alta de 0,77%, a 2.038,80 pontos. O avanço de 1,8% da Samsung Electronics puxou para cima o Kospi, mas a fabricante de microchips Hynix caiu 0,3%.
Em Taiwan, o índice Taiex subiu 0,79%, a 10.382,99 pontos, mas em uma sessão de volumes mais fracos do que a média. Taiwan teve uma sessão de recuperação após perdas recentes, com Hon Hai em alta de 1,7%. Analistas acreditam, contudo, que o índice deve encontrar um patamar de resistência em 10.500 pontos.
Na Oceania, o índice S&P/ASX 200 fechou em queda de 0,74%, a 6.392,10 pontos. Trata-se da quinta queda nas últimas seis sessões na Bolsa de Sydney. O setor de energia recuou 1,4% na praça australiana, diante da fraqueza recente nos preços de algumas commodities. A mineradora Rio Tinto caiu 3,3%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia