Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 30 de abril de 2019.
Dia do Ferroviário.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Edição impressa de 30/04/2019. Alterada em 30/04 às 03h00min

Empresas aceleram a migração de aplicações para cloud computing

A nuvem está se tornando um ambiente familiar, destaca Wedemann

A nuvem está se tornando um ambiente familiar, destaca Wedemann


/SAS/DIVULGAÇÃO/JC

A maior parte das empresas está migrando suas aplicações de negócios para infraestruturas baseadas em nuvem, em busca de vantagens como agilidade, inovação e crescimento exponencial.

Estudo recente realizado pelo SAS Brasil, player global em Analytics, com 286 executivos C-level das áreas de tecnologia e análise de dados de grandes empresas da América Latina, mostra que a percepção é de que 80% dos clientes têm ou terão um projeto baseado em cloud computing nos próximos 12 meses. "A nuvem está se tornando um território familiar", afirma o diretor de marketing do SAS América latina, Kleber Wedemann.

A tecnologia de nuvem já é uma realidade nas empresas quando se trata da aplicação de Analytics - 39,47% dos executivos informam que uma migração para a nuvem está prevista para os próximos seis ou 12 meses. Além disso, 27,19% afirmam que já possuem casos de uso de análise de dados na nuvem e 11,40% informaram que possuem aplicações analíticas na plataforma, mas enfrentam problemas com a sincronização de dados.

O levantamento evidencia a falta de experiência das organizações em lidar com a infraestrutura baseada nessa tecnologia. Dos respondentes, 47,37% admitem que não têm as habilidades necessárias para migrar e gerenciar uma operação baseada em nuvem, mas estão considerando fazer isso internamente. Já 27,19% vão procurar um fornecedor externo que possa apoiá-las com essas habilidades e 25,44% dos entrevistados indicaram que já possuem uma equipe de DevOps (Desenvolvimentos e Operações) treinada em nuvem.

De acordo com Wedemann, sem acesso a um conjunto sólido de conhecimentos relevantes, a capacidade da organização para aproveitar ao máximo os benefícios da nuvem será limitada. "A migração para a nuvem é uma operação complexa, é preciso contratar e reter os recursos certos. Por conta disso, um grande número dessas empresas está procurando fazer as migrações com um provedor de serviços especializado", orienta.

A pesquisa mostrou ainda que 37,72% das empresas consideram a adoção da tecnologia de contêineres com pouco código, que permite que processos isolados sejam executados em um mesmo sistema operacional. Para o gestor, o ideal é a adoção de uma estratégia combinada para suportar a estratégia de migração dos clientes. "Essa combinação de contêineres com Analytics é transformacional para a estratégia dos nossos clientes. É o tipo de migração que demanda pouca recodificação e que resulta em muita vantagem de custo-benefício de armazenamento, graças à tecnologia que o contêiner possibilita", aponta o diretor.

A preocupação número um na hora de migrar os aplicativos para a nuvem continua sendo a segurança da informação (66,67%), seguida pela sincronização dos dados (57,02%) e pelo Acordo de Nível de Serviço - ANS (22,81%).

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia