Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de abril de 2019.
Dia do Obstetra.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Consumo

Edição impressa de 12/04/2019. Alterada em 12/04 às 03h00min

Varejo de Porto Alegre espera aumento de vendas na Páscoa

Lojistas estimam aumento real de 1,87% no período, descontada a inflação

Lojistas estimam aumento real de 1,87% no período, descontada a inflação


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
O volume de vendas do varejo para a Páscoa de 2019 deve superar o do ano passado. A expectativa é do economista-chefe da CDL Porto Alegre, Oscar Frank. Conforme nota técnica divulgada pela entidade, os lojistas devem registrar um aumento real de 1,87%, descontada a inflação.
"Essa é a variação projetada com base na evolução dos salários e do respectivo poder de compra dos trabalhadores ao longo do último ano", explica Frank. O estudo tem como ponto de partida bases de dados oficiais, como a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do IBGE.
Além da melhoria dos salários e do consequente aumento do poder de compra, Frank ressalta outros dois aspectos que sustentam a projeção: a confiança dos consumidores e o crédito.
De acordo com o índice nacional de confiança do consumidor calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), houve incremento de 14 pontos entre setembro de 2018 e fevereiro de 2019. Já o crédito, segundo dados do Banco Central, avançou 7,2% nos últimos 12 meses no Rio Grande do Sul. O percentual está em termos nominais, ou seja, sem o desconto da inflação.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia