Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 30 de março de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado editorial

26/03/2019 - 14h25min. Alterada em 30/03 às 00h10min

Sócios da L&PM inauguram livraria de bairro no Moinhos de Vento, em Porto Alegre

PocketStore resgata comércio de calçada em uma das ruas mais charmosas da Capital

PocketStore resgata comércio de calçada em uma das ruas mais charmosas da Capital


LUIZA PRADO/JC
Amanda Jansson Breitsameter
Os amantes da leitura de Porto Alegre têm um novo motivo para comemorar. Passa a funcionar oficialmente a partir desta quinta-feira (28) uma nova livraria de bairro na Capital gaúcha: a PocketStore, no Moinhos de Vento.
Iniciativa dos sócios Ivan Pinheiro Machado e Paulo Lima, da L&PM, a loja não é um empreendimento da editora em si, mas um "projeto paralelo" de seus diretores. Com isso, irá ofertar não apenas livros da L&PM, mas também de outros selos.
VÍDEOS JC: Veja como é a livraria
Conforme Pinheiro Machado, a PocketStore faz parte de um sonho antigo e teve sua localização escolhida a dedo. "Sempre quis abrir uma livraria, e ela foi instalada no melhor local possível", afirma o editor. Localizada na rua Félix da Cunha, nº 1167, nas imediações do shopping Moinhos de Vento e da Padre Chagas, a loja foi montada no térreo de um dos oito sobrados da região que foram tombados pelo município. O casario, construído em 1930, dá à rua - amplamente arborizada - um ar charmoso e uma atmosfera familiar. 
"A região é muito bonita, tem um clima de bairro, um entorno com cafés e boutiques, retoma uma Porto Alegre quase nostálgica", explica Pinheiro Machado. Apesar de fazer uma referência indireta aos "pocket books", formato de livros de bolso no qual a L&PM é referência no Brasil, o nome da livraria marca ainda seu principal propósito: sua oposição aos meganegócios do setor editorial. "A loja se chama PocketStore porque é realmente 'pocket', um contraponto às megastores de shoppings", aponta.

{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/03/28/206x137/1_cd280319_l_pm__2_-8672350.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c9d23352f0ff', 'cd_midia':8672350, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/03/28/cd280319_l_pm__2_-8672350.jpg', 'ds_midia': 'Nova livraria de calçada de Porto Alegre - LP&M ', 'ds_midia_credi': 'CLAITON DORNELLES /JC', 'ds_midia_titlo': 'Nova livraria de calçada de Porto Alegre - LP&M ', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}

Nova livraria terá seção exclusiva para autores do Rio Grande do Sul. Foto Claiton Dornelles/JC
Além dos lançamentos e obras que estão na lista de mais vendidos, estão sendo selecionados livros de grandes autores nacionais e internacionais. Ao todo, deverão ser ofertados cerca de sete mil títulos diferentes, cuja seleção está sendo feita pessoalmente pelo próprio Pinheiro Machado. Além disso, o escritor e professor gaúcho Luís Augusto Fischer foi convidado para realizar uma curadoria de autores estreantes e promessas da literatura gaúcha.
"Vamos ter também uma seção específica para literatura do Rio Grande do Sul, indo de escritores renomados, como Verissimo e Scliar, até novos talentos ainda menos conhecidos", disse Pinheiro Machado, que ainda informa que convidou diversas editoras gaúchas, como Libretos e Dublinense, para comporem o catálogo de obras à venda.
A PocketStore funciona das 10h30min às 19h30min, de segunda a sábado. No dia da abertura oficial, na quinta-feira, a loja sediará o lançamento da obra Textos, contraculturas, crônicas anacrônicas, do jornalista Eduardo Bueno, conhecido como Peninha. A sessão de autógrafos acontece a partir das 18h.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários