Porto Alegre, sexta-feira, 31 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 31 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Conjuntura

- Publicada em 08h57min, 20/03/2019.

Monitor do PIB da FGV aponta para alta de 0,3% em janeiro ante dezembro

Na comparação com janeiro de 2018, houve recuos na indústria de transformação e na construção

Na comparação com janeiro de 2018, houve recuos na indústria de transformação e na construção


CLAITON DORNELLES /JC
O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 0,3% na passagem de dezembro de 2018 para janeiro de 2019, segundo o Monitor do PIB, apurado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e divulgado nesta quarta-feira (19). Na comparação com janeiro de 2018, a atividade econômica avançou 1,1%.
O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 0,3% na passagem de dezembro de 2018 para janeiro de 2019, segundo o Monitor do PIB, apurado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e divulgado nesta quarta-feira (19). Na comparação com janeiro de 2018, a atividade econômica avançou 1,1%.
"Contudo, o que vem se observando desde o final de 2018 é uma perda de fôlego da economia explicada, principalmente pela retração da (indústria de) transformação. Esta atividade tem grande poder de impulsionar outros segmentos da economia, impactando diretamente os investimentos, que já começaram também a arrefecer. Por estas razões, a despeito das variações positivas, o cenário econômico não é animador", avaliou Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV, em nota oficial.
Na comparação com janeiro de 2018, houve recuos na indústria de transformação (-2,9%) e na construção (-1,5%). Os demais componentes da atividade econômica, tanto pela ótica da oferta quanto da demanda, apresentaram taxas positivas, com destaque para os avanços nas exportações (14,2%), importações (7,7%) e agropecuária (6,5%).
Em termos monetários, o PIB de janeiro totalizou aproximadamente R$ 573,5 bilhões em valores correntes.
Comentários CORRIGIR TEXTO