Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 20 de março de 2019.
Início do Outono.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Eventos

Edição impressa de 20/03/2019. Alterada em 20/03 às 13h28min

Reformas serão destaque do Fórum da Liberdade

Principais debates foram apresentados pela diretoria do IEE

Principais debates foram apresentados pela diretoria do IEE


/FERNANDO CONRADO/DIVULGAÇÃO/JC
Guilherme Daroit
Os debates sobre as reformas no País chegarão, também, à 32ª edição do Fórum da Liberdade, que neste ano acontece em 8 e 9 de abril, na Capital. Com o slogan "Brasil: aberto para reformas?", o evento trará palestrantes estrangeiros e locais, inclusive ligados ao Palácio do Planalto. Entre eles, estão o dono da Localiza e secretário de desestatização, Salim Mattar, e o secretário especial de desburocratização, Paulo Uebel, ambos ligados ao Ministério da Economia. Presença corriqueira nas manchetes em 2019, o escritor Olavo de Carvalho também falará aos participantes, mas por meio de videoconferência.
Embora defendam ser o governo com viés mais liberal na economia desde o início do Fórum, em 1988, os organizadores evitam se associar à gestão Bolsonaro. "Seremos vigilantes os quatro anos. Não endossamos nem desendossamos o governo", argumentou, durante o lançamento da edição, a presidente do Instituto de Estudos Empresariais (IEE), que organiza o Fórum da Liberdade, Giovana Stefani. "A equipe montada é competente, e está disposta a trabalhar para solucionar os problemas do País. Estamos esperançosos, mas ainda é uma incógnita", continua a dirigente. Agregando à visão, o diretor de relações institucionais do IEE, Caio Rizk, acrescenta que "liberdade não é só economia".
Outro ponto de cautela diz respeito à real possibilidade de execução das propostas da equipe econômica do Planalto - não por acaso, tema da edição deste ano do fórum. "Não sabemos o quão aberta a sociedade está para as reformas", afirma Giovana, que classifica a reforma da Previdência como "superimportante, porque sem ela se tranca o desenvolvimento", mas acrescenta outra mudança, a de postura, como fundamental. "Queremos instigar a mudança de postura enquanto indivíduos na sociedade, tendo consciência de seu papel e do que cada um pode fazer", destaca.
No evento, que em 2018 reuniu 6,5 mil participantes, serão debatidos temas como as lições experimentadas pelo mundo, com a presença do economista peruano Hernando de Soto e do empresário político colombiano Fernando Araújo; o livre mercado, com a presença, além de Mattar, do CEO da BRFoods, Pedro Parente, e do economista Gustavo Franco; e o impacto das redes sociais, com a cientista política guatemalteca, Gloria Álvarez, e o economista inglês Andy Duncan.
Duas palestras especiais estão programadas, ambas em 9 de abril. Uma, com o empresário fundador da WiseUp, Flávio Augusto da Silva, e, a outra, com o escritor Olavo de Carvalho, que, segundo o IEE, já participou de outras cinco edições do fórum. "Olavo já participa há muito tempo, e é um grande pensador com toda uma trajetória por trás. Concordando-se ou não com ele, tem muito a contribuir com o debate", justifica Giovana. Os outros integrantes do Planalto confirmados também têm histórico com o IEE - Mattar como patrocinador e Uebel como presidente na década passada. O ministro da Economia, Paulo Guedes, que já palestrou em edições anteriores, também foi convidado.
Os agraciados com prêmios especiais, que serão entregues na abertura do fórum, serão o empresário e fundador do IEE, Winston Ling (Prêmio Libertas) e o jornalista Alexandre Garcia (Prêmio Liberdade de Imprensa). Na cerimônia, também será lançada a segunda etapa do projeto Constituição, no qual a entidade busca formular uma série de Propostas de Emendas à Constituição (PECs) que simplifiquem o sistema tributário e transfiram obrigações de Brasília para os entes federados.
O IEE também realizará diversas outras atividades, como o Start Hub, projeto de mentoria e divulgação para 10 negócios nascentes, e o lançamento do livro de artigos Pensamentos Liberais.

Programação do Fórum da Liberdade

8 de abril - segunda-feira
16h30 - Painel Lições do Mundo:
  • Hernando de Soto, economista, político e escritor peruano
  • William Waack, cientista político e jornalista
  • Fernando Araújo, empresário e político colombiano
18h10 - Solenidade de abertura do evento
  • Prêmio Libertas
  • Prêmio Liberdade de Imprensa
  • Lançamento do Projeto Constituição II
20h - Painel Livre Mercado:
  • Salim Mattar, secretário de Desestatização do governo federal
  • Gustavo Franco, economista e ex-presidente do Banco Central
  • Pedro Parente, CEO da BRFoods
9 de abril - terça-feira
9h30 - Painel Empreendedorismo:
  • Rodrigo Marques, fundador e CEO do Atlas Quantum
  • Alexandre Fetter, comunicador e empresário;
11h - Lançamento do Livro Pensamentos Liberais
11h15 - Palestra Especial (por vídeo):
  • Olavo de Carvalho, Filósofo e escritor
12h15 - Intervalo
14h - Painel Impacto das Redes Sociais - Mudanças no Mundo:
  • Andy Duncan, economista inglês
  • Glória Álvares, cientista política guatemalteca
  • Demétrio Magnoli, cientista político
15h30 - Painel Ascensão do Movimento Liberal:
  • Hélio Beltrão, Eepresário e CEO do Mises Brasil
  • Wolf von Laer, economista alemão, cientista político, cofundador e CEO do Students for Liberty na Europa.
17h - Painel Protagonismo:
  • Paulo Uebel, secretário do Ministério da Economia
  • Marcos Lisboa, economista e CEO Instituto Insper
18h30 - Palestra Especial:
  • Flávio Augusto, empresário fundador da Wise Up
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Roger Dutra 20/03/2019 09h53min
Dá até pra sentir a presença do Capiroto.