Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 04 de março de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Serviços

Edição impressa de 04/03/2019. Alterada em 03/03 às 01h00min

Food trucks ganham novo ponto em Porto Alegre

Carros estarão no local nas sextas-feiras e aos sábados, das 15h às 20h

Carros estarão no local nas sextas-feiras e aos sábados, das 15h às 20h


/MARIANA CARLESSO/JC
Lívia Rossa e Matheus Closs
Os food trucks estrearam em um novo local em Porto Alegre. Agora, os veículos com as comidinhas e bebidas estão em um canteiro central na ligação da avenida Goethe com a rua Mariante, no bairro Rio Branco. Os carros estarão no local nas sextas-feiras e aos sábados, das 15h às 20h. A frequência deve aumentar a mais dias da semana à medida que houver mais público, segundo os operadores.
A instalação de um poste para fornecer energia garantiu o funcionamento dos food trucks, que disponibilizam mesinhas para os clientes. A operação depende de cada proprietário, e é feito um rodízio entre os integrante da Associação de Gastronomia Itinerante do Rio Grande do Sul (Agirs).
"Vamos funcionar dois dias na semana até que a comunidade nos conheça e, depois, estaremos de segunda a segunda", diz a dona do Pitakos Food Pizza, Angela Cristina Pires, que atua com toda a família no negócio. Ela diz que dois veículos estão indo a cada dia, um com comida e outro com cerveja. O marido de Angela, Otacir Pires, e o dono de um beer truck (cerveja), César Felipe Ferreira, fizeram plantão no local na sexta-feira e no sábado, e apostam que as pessoas vão, aos poucos, se acostumando com a presença das operações.
A moradora Juçara Donato foi ao local na tarde de sexta-feira e comemorou a nova opção. "Aqui por perto é difícil ter alguma coisa de alimentação aberta à tarde. Estava com fome, fui a dois locais e estavam ainda fechados, pois só abrem mais tarde. Com feriado do Carnaval, nem sei se vão abrir", contou Juçara. "Quando vi os food trucks, resolvi parar para matar a minha fome", disse a moradora, aliviada.
Os carros começaram a operar nos dias 22 e 23 de fevereiro. Muitos deles também migravam para o Litoral, onde a clientela era mais farta. O presidente da Agirs, Neno Gutteres, explica a instalação de energia para uso dos carros, com relógio próprio de consumo, envolveu gasto em torno dos R$ 5 mil, R$ 1.090,00 só do poste.
"Acredito que, agora, possamos atuar por mais tempo, já que o investimento que tivemos foi alto e deve trazer movimento para locais antes inexplorados e degradados", disse Guterres. A ideia é movimentar os pontos de food trucks e beer trucks, com atrações como artistas locais. Para cada dois food trucks são necessárias duas beer trucks.
Outro local que volta a ter as operações é o viaduto Otávio Rocha, na avenida Borges de Medeiros, no Centro Histórico da Capital. No ano passado, comerciantes enfrentavam o impasse com o poder Legislativo. Após a liberação do prefeito Nelson Marchezan Júnior para o trabalho em algumas áreas da cidade, o empecilho foi a falta de estrutura elétrica para o tipo de comércio, explica Gutterres.
Os operadores preparam, ainda, uma agenda especial para o dia de São Patrício, o St. Patrick's Day, feriado irlandês que virou febre no Brasil. A data é comemorada em 17 de março e gera eventos em diversos bares e até na rua em bairros como Cidade Baixa, Bom Fim, Rio Branco e Moinhos de Vento.
A legislação em Porto Alegre define que os food trucks podem se instalar a uma distância de 10 metros de estabelecimentos comerciais. Em relação a shopping centers e restaurantes da orla do Guaíba, a distância deve ser de 150 metros.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia