Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019.
Dia Nacional do Livro Didático. Dia do Agente Fiscal da Receita Federal.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Crédito

Alterada em 27/02 às 11h15min

Estoque total de crédito cai 0,9% em janeiro para R$ 3,232 trilhões, diz BC

Estadão Conteúdo
O estoque total de operações de crédito do sistema financeiro caiu 0,9% em janeiro de 2019 ante dezembro de 2018, para R$ 3,232 trilhões, informou nesta quarta-feira (27), o Banco Central. Em 12 meses, houve alta de 5,0%. Em janeiro ante dezembro, houve elevação de 0,6% no estoque para pessoas físicas e baixa de 2,7% para pessoas jurídicas.
De acordo com o BC, o estoque de crédito livre recuou 1,0% em janeiro, enquanto o de crédito direcionado caiu 0,8%. No crédito livre, houve alta de 1,1% no saldo para pessoas físicas no mês passado. Para as empresas, o estoque recuou 3,4% no período.
O BC informou ainda que o total de operações de crédito em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) foi de 47,4% em dezembro para 46,8% em janeiro.
As projeções do BC, atualizadas no último Relatório Trimestral de Inflação (RTI), em dezembro, indicam expansão de 6,0% para o crédito total em 2019. A projeção para o crédito às famílias este ano é de alta de 7,0%, enquanto o crédito das pessoas jurídicas deve subir 5,0%. O BC projeta ainda alta de 10,5% no saldo de crédito livre no ano e elevação de 1,0% no direcionado.
O estoque das operações de crédito direcionado para habitação no segmento pessoa física ficou estável em janeiro ante dezembro, totalizando R$ 599,086 bilhões, informou o Banco Central. Em 12 meses até janeiro, o crédito para habitação no segmento pessoa física subiu 4,7%.
Já o estoque de operações de crédito livre para compra de veículos por pessoa física avançou 1,5% em janeiro ante dezembro, para R$ 172,856 bilhões. Em 12 meses, houve alta de 13,5%.
As concessões no crédito livre caíram 11,0% em janeiro ante dezembro, para R$ 286,7 bilhões, informou o Banco Central. Houve avanço de 12,4% em 12 meses até janeiro.
No crédito para pessoas físicas, as concessões caíram 1,0% em janeiro ante dezembro, para R$ 167,8 bilhões. Em 12 meses até janeiro, há alta de 10,3%.
Já no caso de pessoas jurídicas, as concessões despencaram 22,3% em janeiro ante dezembro, para R$ 118,8 bilhões. Em 12 meses até janeiro, o avanço é de 15,2%.
O saldo de financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para empresas recuou 2,1% em janeiro ante dezembro, somando R$ 435,053 bilhões, informou o Banco Central. Em 12 meses, a queda acumulada é de 9,1%.
Em janeiro, houve recuo de 1,0% nas linhas de financiamento agroindustrial, baixa de 2,1% no financiamento de investimentos e queda de 4,6% no saldo de capital de giro.
O saldo de crédito para as empresas do setor de agropecuária caiu 2,3% em janeiro, para R$ 23,158 bilhões, informou o Banco Central.
Já o saldo para a indústria cedeu 1,9%, para R$ 646,396 bilhões. O montante para o setor de serviços teve baixa de 4,6%, para R$ 721,456 bilhões.
No caso do crédito para pessoa jurídica com sede no exterior e créditos não classificados (outros), o saldo subiu 32,4%, aos R$ 34,456 bilhões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia