Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019.
Dia do Gráfico.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Varejo

07/02/2019 - 11h31min. Alterada em 07/02 às 20h43min

Pop Center comemora uma década com bolo de dez metros

Elaine cortou bolo em festa que reuniu dirigentes e lojistas do centro comercial

Elaine cortou bolo em festa que reuniu dirigentes e lojistas do centro comercial


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Flávia Pereira
Inaugurado em 2009, o Pop Center, centro popular de compras localizado no Centro Histórico de Porto Alegre, completa dez anos no próximo sábado (9). Para marcar a data, uma comemoração agitou o local na manhã desta quinta-feira (7). Os lojistas cantaram parabéns e dividiram um bolo de dez metros de comprimento. 
A diretora institucional do empreendimento, Elaine Deboni, afirma que o Pop Center mudou vidas. “Desde o momento em que foi dado para as pessoas um local, com endereço, oportunidade de elas crescerem com seus negócios, elas não são mais camelôs”, comemora. Ela diz se orgulhar das mudanças que o centro trouxe para os lojistas. ''As pessoas estão mudando sua condição social, esse é um projeto pra ficar na história'', afirma. 
O Pop Center foi construído a partir de uma parceria público-privada, na qual a prefeitura cedeu uma área do município e a construtora Verdi investiu R$ 21 milhões na construção do prédio. Ele reuniu no local os vendedores ambulantes que atuavam nas ruas do entorno, principalmente no Largo Glênio Peres. Em 12 anos, o Executivo municipal deve assumir o comando do empreendimento. "A prefeitura não vai herdar um peso, mas sim 800 lojas de empreendedores", diz Elaine.
Quando abriu as portas, o Pop Center contava com 800 permissionários. Hoje, 776 lojas estão em atividade. Para ocupar os espaços disponíveis no empreendimento, é necessário se cadastrar previamente na Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio e estar atento a publicação de editais e posteriormente a chamamentos públicos.
Após cerca de quatro anos sem chamamento público, em 2018 ocorreram dois, e novos lojistas chegaram ao local. O centro popular de compras estima que cerca de um 1,2 milhão de pessoas circulem por mês pelo local. 
Hoje cada unidade paga R$ 183,47 de aluguel por semana (R$ 734,00 por mês) e uma despesa de condomínio ou rateio de R$ 340,00 por loja, informa a administração. A inadimplência é de 5% entre os pontos alugados.   
Mesmo com alguns abandonando o centro, citando principalmente os altos custos para manutenção, outros permanecem desde sua inauguração. É o caso de Gilberto de Araújo, 49 anos, que trabalha no local desde o primeiro ano do empreendimento. Araújo administra quatro lojas de roupas femininas e emprega uma funcionária. "Quando aumenta o movimento, trago minha esposa e minhas duas filhas para ajudar", conta. 

{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/02/07/206x137/1_mgr070219pop_10_anos078-8619854.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c5c54c924c43', 'cd_midia':8619854, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/02/07/mgr070219pop_10_anos078-8619854.jpg', 'ds_midia': 'Aniversário dos 10 anos do Pop Center (antigo Camelódromo, R. Voluntários da Pátria, 220) - bolo de 10 metros de comprimento  na foto: Gilberto Araújo, lojista', 'ds_midia_credi': 'MARCELO G. RIBEIRO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Aniversário dos 10 anos do Pop Center (antigo Camelódromo, R. Voluntários da Pátria, 220) - bolo de 10 metros de comprimento  na foto: Gilberto Araújo, lojista', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}As quatro lojas no centro popular de compras mudaram a visão que Gilberto de Araújo tinha de si próprio. Foto: Marcelo G. Ribeiro/JC

Antes do Pop Center, Araújo trabalhava como ambulante nas proximidades da Praça XV, em frente ao Mercado Público. Sair da rua, segundo ele, mudou a visão que tinha de si mesmo. "Hoje eu sou uma pessoa que tem um comércio em Porto Alegre, tenho meu CNPJ, trabalho corretamente, pago os meus impostos direitinho’’, afirmou. 
Araújo tem quatro unidades no centro comercial. Por mês, Gilberto tem uma despesa de R$ 3,8 mil. Segundo o lojista, o faturamento obtido no Pop Center garante o sustento da família, que consegue viver bem. 

{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/02/07/206x137/1_mgr070219pop_10_anos121-8619864.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c5c54c924c43', 'cd_midia':8619864, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/02/07/mgr070219pop_10_anos121-8619864.jpg', 'ds_midia': 'Aniversário dos 10 anos do Pop Center (antigo Camelódromo, R. Voluntários da Pátria, 220) - bolo de 10 metros de comprimento  na foto: Fabrício Cardoso Fabiani, lojista', 'ds_midia_credi': 'MARCELO G. RIBEIRO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Aniversário dos 10 anos do Pop Center (antigo Camelódromo, R. Voluntários da Pátria, 220) - bolo de 10 metros de comprimento  na foto: Fabrício Cardoso Fabiani, lojista', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}Fabrício Cardoso hoje é proprietário de uma loja no Pop Center, antes trabalhou com outros lojistas do local. Foto: Marcelo G. Ribeiro/JC

Fabrício Cardoso, 25 anos, está no local há menos tempo: ele abriu a própria loja no Pop Center há dois meses. O jovem lojista já conhecia o cotidiano do lugar, onde o pai é dono de uma loja de roupas em que ele também trabalhava. Cardoso tem atualmente uma loja de cosméticos no complexo comercial. "Como proprietário, está sendo um período de adaptação, mas bem legal e cada dia uma experiência nova'', afirma.
A escolha pelo Pop Center como local para sua loja ocorreu, ele conta, devido ao fluxo de pessoas que circulam diariamente no local e pela experiência que já tinha por ter trabalhado com o pai. Ele conta estar em seus planos agora abrir outra loja centro. 
Localizado entre as ruas Voluntários da Pátria e Júlio de Castilhos, o Pop Center tem três andares e uma estrutura de 20 mil metros quadrados, incluindo - além das lojas - terminais bancários, praça de alimentação e estacionamento.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia