Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 08 de janeiro de 2019.
Dia Nacional do Fotógrafo.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Bancos

Alterada em 08/01 às 14h27min

Levy diz que parceria com bancos comerciais é 'absolutamente fundamental'

O presidente do BNDES, Joaquim Levy, tomou posse nesta segunda-feira, 7

O presidente do BNDES, Joaquim Levy, tomou posse nesta segunda-feira, 7


MARCELO CAMARGO/ABR/JC
Estadão Conteúdo
Em discurso durante cerimônia de transmissão de cargo no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes), no Rio, o novo presidente da instituição, Joaquim Levy, citou a parceria com os bancos comerciais como "absolutamente fundamental".
A referência foi logo no início do discurso, na parte dos agradecimentos, ao citar a presença no evento do presidente da Febraban, Murilo Portugal. O presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, também prestigiou a cerimônia no Rio.
"A parceria com os bancos comerciais é absolutamente fundamental para o sucesso do Bndes", disse Levy, após destacar a presença de Portugal.
A cerimônia de transmissão de cargo encheu o auditório da sede do Bndes. Além de Portugal e Trabuco, estiveram por lá o ex-presidente do Banco Central (BC) Carlos Langoni, hoje na Fundação Getulio Vargas (FGV), e o economista-chefe do banco Safra, Carlos Kawall, que sucedeu Levy como secretário do Tesouro Nacional, ainda no primeiro governo Luiz Inácio Lula da Silva, quando Antonio Palocci era ministro da Fazenda.
O governador do Rio, Wilson Witzel, também participou da cerimônia, ficando a cargo do discurso de encerramento. A maior parte do público da cerimônia era formada por funcionários do Bndes - o corpo técnico foi objeto de elogios, tanto do ex-presidente, Dyogo Oliveira, quanto de Levy.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia