Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 14 de dezembro de 2018.
Dia Nacional do Ministério Público.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Edição impressa de 14/12/2018. Alterada em 14/12 às 17h22min

Feevale investe R$ 4 milhões em espaço de inovação

Daiana diz que ambiente permite o convívio entre empresas

Daiana diz que ambiente permite o convívio entre empresas


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Carolina Hickmann
Em área de quase 1,7 mil m2, o novo ambiente de fomento à inovação da Feevale foi inaugurado na quinta-feira já com todos os seus espaços disponíveis para empresas lotados. Localizado no Campus II da instituição, em Novo Hamburgo, o Hub One nasceu como ambiente focado em tecnologia, empreendedorismo e inovação ao representar a expansão do parque tecnológico para dentro do campus. Foram investidos cerca de R$ 4 milhões na edificação.
O trabalho de captação de empresas teve início em 2017, segundo a diretora de Inovação da Feevale, Daiana Monzon. O espaço atual ampliou em quase 80% a capacidade do antigo parque tecnológico, que ficava fora do campus. "São 21 salas e 22 empresas, queremos estimular o convívio entre elas, então mesmo aquelas que não compartilham espaço físico estão em contato com as demais pela configuração do ambiente", disse, referindo-se às portas de vidro das salas, que estimulam a convivência.
Daiana explica que o parque tecnológico da Feevale continua sendo composto por duas unidades, uma em Campo Bom e outra em Novo Hamburgo. A inauguração do Hub One significa a ampliação do espaço na cidade sede da universidade em novo local. Ainda assim, a fila de espera de 10 empresas justifica a expectativa de criação de outros dois Hubs, o Two e o Three. Ao todo, são 60 empresas trabalhando dentro dos campi em diversos segmentos.
O reitor Cleber Prodanov lembrou que o prédio deve reunir empresas, academia e comunidade. De forma unânime, os representantes da universidade salientaram que o lugar não deve servir apenas como um condomínio de empresas, mas como plataforma de integração e convergência de conhecimento. A meta é fazer com que o hub atraia recursos externos e locais, além de funcionar como meio de transformar capital intangível em valor econômico e social.
Presente no evento, a secretária do Desenvolvimento do Estado, Susana Kakuta, reafirmou a importância de iniciativas como o hub ao lembrar o lançamento de documento que visa ao fomento à inovação no âmbito estadual no mesmo dia do evento. Um dos pilares da expansão econômica apontado no texto é, justamente, iniciativas entre poder público, empresariado e meio acadêmico, como maneira de incrementar o PIB do Rio Grande do Sul. "O eixo central sugerido pelos mais de 500 envolvidos é a inovação e a tecnologia", afirma.
A Feevale foi colocada como protagonista no que tange os aspectos apontados por Susana pela prefeita de Novo Hamburgo, Fátima Daudt. Sua intensão como gestora é transformar o município em "um laboratório de inovação a céu aberto". Para ela, um dos caminhos passa por um campus integrado com iniciativas como a inaugurada na quinta-feira.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia