Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 11 de dezembro de 2018.
Dia do Arquiteto. Dia do Engenheiro.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura

Edição impressa de 11/12/2018. Alterada em 11/12 às 01h00min

Mercado reduz estimativa de inflação pela sétima vez

Instituições financeiras consultadas todas as semanas pelo Banco Central reduziram pela sétima vez seguida a estimativa para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) este ano. A projeção do índice oficial de inflação caiu de 3,89% para 3,71%.
Para 2019, a projeção foi reduzida pela quinta vez consecutiva, de 4,11% para 4,07%. Em 2020, a expectativa é que a inflação fique em 4%, a mesma projeção há 75 semanas e, para 2021, houve ajuste de 3,78% para 3,75%.
As instituições consultadas na pesquisa ainda esperam por manutenção da taxa básica de juros em 6,5%, nesta semana. O Copom (Comitê de Política Monetária), do BC, reúne-se hoje e amanhã para definir a Selic. Na estimativa, a taxa deve voltar a subir em 2019, encerrando o período em 7,5% ao ano. Na semana passada, a expectativa estava em 7,75% ao ano.
Arte Focus
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia