Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Imobiliário

Alterada em 06/12 às 16h22min

Preço de imóveis residenciais cai 0,12% em Porto Alegre, diz FipeZap

Capital gaúcha tem 12º metro quadrado mais caro entre as 20 cidades pesquisadas

Capital gaúcha tem 12º metro quadrado mais caro entre as 20 cidades pesquisadas


CLAITON DORNELLES /JC
O preço médio de venda de imóveis residenciais em Porto Alegre caiu 0,12% no mês de novembro e apresenta variação negativa de 1,23% no acumulado de 2018, de acordo com pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) feita com base em anúncios no site Zap Imóveis. No País, o índice subiu 0,06% no mês passado, mas tem queda acumulada de 0,32% desde o início do ano.
Conforme o índice FipeZap, o preço médio do metro quadrado na capital gaúcha é de R$ 5.587,00, 12º maior entre as 20 cidades pesquisadas. O bairro com os imóveis mais caros é o Três Figueiras, onde o custo é de R$ 9.942,00 por metro quadrado. Na sequência, estão o Pedra Redonda (R$ 9.440,00), Bela Vista (R$ 8.211,00), Moinhos de Vento (R$ 8.032,00) e Mont'serrat (R$ 7.320,00).
Os bairros com preço médio mais barato são a Restinga (R$ 2.674,00 por metro quadrado), o Rubem Berta (R$ 3.240,00) e a Lomba do Pinheiro (R$ 3.241,00).
Entre as demais capitais analisadas, o comportamento dos preços residenciais não foi homogêneo em novembro. Das 20 cidades monitoradas, 14 registraram alta nos preços, enquanto seis apresentaram baixa. As variações mais expressivas foram em Curitiba (+1,72%), Florianópolis (+0,65%) e Contagem (+0,53%).
No balanço parcial de 2018, o preço de venda residencial recuou 0,32% em termos nominais, que corresponde a queda real de 3,94%, considerando a inflação acumulada no período, de 3,76%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia