Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de dezembro de 2018.
Dia Internacional dos Voluntários.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 05/12 às 19h29min

Dólar avança ante iene com ajuste, enquanto libra sobe com Brexit no radar

Estadão Conteúdo
O dólar registrou alta em relação ao iene nesta quarta-feira (5), ajustando-se após a queda da sessão anterior, quando a maior busca por cautela deu o tom. Nesta quarta-feira, em uma sessão atípica nos Estados Unidos por ser dia de luto pela morte do ex-presidente George H. W. Bush, sem mercados acionários locais nem de Treasuries operando, o dólar oscilou em relação ao euro. Já a libra foi apoiada pelo noticiário da saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit.
No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar subia a 113,22 ienes, o euro avançava a US$ 1,1346, quase estável, e a libra tinha alta para US$ 1,2731.
O feriado para marcar o luto pela morte do ex-presidente dos EUA reduziu os volumes negociados. No mercado cambial, o dia foi de recuperação do dólar ante o iene, ajustando o movimento de terça, quando prevaleceu o temor com a trajetória do crescimento americano e do mundo e com o futuro das negociações comerciais entre EUA e China.
O euro, por sua vez, oscilou perto da estabilidade em relação ao dólar. No caso da libra, a moeda firmou alta após o governo da premiê Theresa May publicar a íntegra do documento com diretrizes jurídicas que embasam o Brexit, a pedido do Parlamento. Na próxima semana, os congressistas terão de se pronunciar sobre a versão para o divórcio fechada entre May e a UE, mas não está claro se a primeira-ministra terá sucesso.
Entre as moedas de países emergentes e ligados a commodities, o dólar não teve movimento único, mas subiu ante várias. O peso argentino, por exemplo, se desvalorizou um pouco. O Banco Central da Argentina divulgou comunicado nesta tarde com detalhes sobre a estratégia que pretende adotar nos próximos meses, reafirmando o compromisso com a cautela de suas ações.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia