Porto Alegre, sexta-feira, 13 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

mercado financeiro

Notícia da edição impressa de 28/11/2018. Alterada em 28/11 às 01h00min

Ibovespa sobe 2,74%, e dólar cai para R$ 3,8729

Depois de dois dias seguidos de perdas, o mercado acionário brasileiro engrenou um forte movimento comprador e levou o Índice Bovespa a uma alta de 2,74%, aos 87.891 pontos, ontem. Os negócios somaram R$ 14,669 bilhões, dentro da média do mês.
Depois de dois dias seguidos de perdas, o mercado acionário brasileiro engrenou um forte movimento comprador e levou o Índice Bovespa a uma alta de 2,74%, aos 87.891 pontos, ontem. Os negócios somaram R$ 14,669 bilhões, dentro da média do mês.
Na análise por ações, destaque para Petrobras ON e PN, que subiram 3,39% e 5,28%, além de Eletrobras ON e PNB, que ganharam 4,37% e 4,71%. Entre os papéis financeiros, B3 ON subiu 6,33%. Itaú Unibanco avançou 3,38% e Banco do Brasil ON 2,36%. Com a alta desta terça, o Ibovespa reverteu a queda acumulada em novembro e passou a registrar ganho acumulado de 0,53%.
Com a atuação do Banco Central (BC), que ofertou US$ 2 bilhões em leilão de linha no início da tarde de ontem,o dólar recuou durante a maior parte do dia e fechou cotado a R$ 3,8729, em queda de 1,24%. Operadores atribuem o movimento a uma correção, após a alta tida como "exagerada" de segunda-feira.
A autoridade monetária anunciou leilão ainda na segunda-feira, após a moeda romper os R$ 3,92 no quarto dia seguido de alta, atingido o maior patamar em quase dois meses. Os US$ 2 bilhões, que seriam ofertados em dois lotes para "prover liquidez ao mercado de câmbio, como é normal nesta época do ano", foram vendidos em uma única operação.
.