Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 20 de novembro de 2018.
Dia Nacional da Consciência Negra. Dia Universal das Crianças.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

16/11/2018 - 19h07min. Alterada em 16/11 às 21h29min

Ibovespa sobe quase 3% em meio a otimismo com equipe econômica e influência de Nova Iorque

ECO BOLSA DE VALORES BRASIL
The index chart is seen on an electronic board at the Sao Paulo Stock Exchange (B3), in Sao Paulo, Brazil, on October 10, 2018. - Brazil's stock market took a dive Wednesday after far-right presidential frontrunner Jair Bolsonaro defined limits for his privatization plans for the country's huge energy sector, specifically to keep key assets out of Chinese control. (Photo by NELSON ALMEIDA / AFP)
      Caption

ECO BOLSA DE VALORES BRASIL The index chart is seen on an electronic board at the Sao Paulo Stock Exchange (B3), in Sao Paulo, Brazil, on October 10, 2018. - Brazil's stock market took a dive Wednesday after far-right presidential frontrunner Jair Bolsonaro defined limits for his privatization plans for the country's huge energy sector, specifically to keep key assets out of Chinese control. (Photo by NELSON ALMEIDA / AFP) Caption


NELSON ALMEIDA/AFP/JC
Estadão Conteúdo
A sexta-feira (16) foi de alta expressiva do Índice Bovespa, que refletiu o bom humor do mercado com o noticiário político doméstico e ainda se beneficiou de influência positiva das bolsas de Nova Iorque. O índice já iniciou o dia em terreno positivo, ganhou maior fôlego no período da tarde e fechou aos 88.515,27 pontos, praticamente na máxima do dia, em alta de 2,96%.
A abertura positiva foi determinada por um conjunto de fatores, como a alta dos preços do petróleo e os ajustes nos preços das ações cujos American Depositary Receipts (ADRs) haviam subido com força na quinta-feira, quando o mercado brasileiro não operou.
No pano de fundo estava a repercussão do anúncio de mais nomes para a equipe econômica do governo eleito: Roberto Campos Neto para o Banco Central, Mansueto Almeida, que permanecerá no Tesouro Nacional, e Carlos Viana, mantido na diretoria de Política Econômica do Banco Central.
"O mercado está feliz com os nomes anunciados pelo novo governo, que indica estar comprometido com a agenda de reformas. A manutenção de nomes como o de Mansueto mostra que há a intenção de manter o que de melhor existe na agenda econômica do atual governo", disse Victor Cândido, economista-chefe da Guide Investimentos.
À tarde, o Ibovespa ganhou fôlego extra após a melhora das bolsas de Nova York, que mais cedo caíram. Por lá, os ativos responderam positivamente à sinalização do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que pode chegar a um acordo com a China, que o levaria não impor mais tarifas sobre o país asiático. Além da melhora das bolsas de Nova York, houve enfraquecimento do dólar e queda dos juros dos títulos do Tesouro americano.
"Há tempos que os mercados vêm precificando a tensão envolvendo Estados Unidos e China, devido aos possíveis efeitos negativos na economia global. É natural que haja uma reação à notícia, mas eu diria que hoje a alta refletiu mais os ajustes da véspera e a repercussão dos nomes da equipe econômica", disse Ernani Teixeira, analista da Toro Investimentos.
Apesar da desaceleração do petróleo, as ações da Petrobras foram destaque de alta e terminaram o dia com ganhos de 3,16% (ON) e de 2,79% (PN).
O setor financeiro, bloco de maior peso na carteira do Ibovespa, teve ganhos generalizados com Bradesco ON (+5,56%) à frente. Já a queda do dólar prejudicou as ações de empresas exportadoras, como Suzano ON (-1,40%) e Fibria ON (-0,50%).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia