Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 09 de novembro de 2018.
Dia do Hoteleiro.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 09/11 às 08h01min

Bolsas asiáticas caem após Fed sinalizar continuidade de alta de juros

Estadão Conteúdo
As bolsas asiáticas fecharam em baixa generalizada nesta sexta-feira (9), na esteira da última decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) e dos números mais recentes de inflação da China.
Principal índice acionário chinês, o Xangai Composto teve queda de 1,39% hoje, a 2.598,87 pontos, influenciado pelo fraco desempenho de ações de bancos. Já o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,43%, a 1.328,19 pontos. Ao longo da semana, o Shangai acumulou desvalorização de 2,9%.
Dados oficiais mostraram que a taxa anual de inflação ao consumidor na China ficou em 2,5% em outubro, repetindo a variação do mês anterior e vindo um pouco abaixo da projeção de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de alta de 2,4%. Já a inflação anual ao produtor desacelerou de 3,6% em setembro a 3,3% em outubro, como previam economistas.
Nessa quinta-feira (8), o Fed confirmou as expectativas e manteve seus juros básicos inalterados após concluir reunião de política monetária, mas reiterou que prevê "mais aumentos graduais" e não fez menção à recente turbulência que sacudiu os mercados financeiros globais, sugerindo que permanece confiante na recuperação econômica dos EUA. O BC americano elevou juros três vezes este ano e espera-se um quarto aumento no encontro de dezembro.
Em outras partes da Ásia, o Hang Seng foi o maior destaque negativo nesta sexta, com baixa de 2,39% em Hong Kong, a 25.601,92 pontos, enquanto o japonês Nikkei caiu 1,05% em Tóquio, a 22.250,25 pontos, o sul-coreano Kospi perdeu 0,31% em Seul, a 2.086,09 pontos, e o Taiex registrou queda de 1,16% em Taiwan, a 9.830,01 pontos. Pesaram nestes mercados quedas em papéis de tecnologia, de petrolíferas e de bancos.
Na semana, Hang Seng perdeu 3,4%, Nikkei teve alta marginal de 0,03%, e Kospi e Taiex se desvalorizaram 0,5% e 0,8%, respectivamente.
Na Oceania, a bolsa da Austrália foi beneficiada por um ajuste positivo de fim de pregão, e o S&P/ASX 200 caiu apenas 0,11% em Sydney, a 5.921,80 pontos. Como vinha numa trajetória positiva, porém, o índice australiano subiu 1,2% na semana. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia