Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de novembro de 2018.
Dia Mundial do Urbanismo.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Negócios Corporativos

08/11/2018 - 19h04min. Alterada em 08/11 às 19h53min

Pedidos de falência crescem 73% em 2018 no Rio Grande do Sul

Já os pedidos de recuperação judicial caem 23,5% nos 10 primeiros meses do ano frente a 2017

Já os pedidos de recuperação judicial caem 23,5% nos 10 primeiros meses do ano frente a 2017


STOCKPHOTO/DIVULGAÇÃO/JC
Patrícia Comunello
Os pedidos de falência de empresas em 2018 já cresceram 73% em dez meses frente ao mesmo período do ano passado no Rio Grande do Sul. Os números são de levantamento da Serasa Experian, que aponta que as solicitações de falência chegaram a 78 em outubro, ante 45 de janeiro a outubro de 2017. Já os pedidos de recuperação judicial tiveram queda, alcançando 101 casos até o mês passado, 23,5% a menos que os registrados nos dez meses de 2017.
No quesito de pedidos deferidos, as falências chegam a 78 no ano, recuo de 3,7% ante os 81 de janeiro a outubro anteriores. Este ano todos os pedidos foram concedidos. As recuperações deferidas chegam a 74, 29% abaixo do estoque de dez meses do ano passado, quando somaram 104 deferimentos. Outro quesito que é o da concessão da recuperação, indicando o aval do juiz para o plano para tentar reverter a situação de crise, registrou 61 casos até outubro, ante 70 de dez meses do ano passado. 
De setembro para outubro, a Serasa informou que foram cinco casos a mais de pedidos de falência e seis a mais deferidos. Já entre as recuperações, foram 16 novas solicitações em outubro, seis novos deferimentos e dez concessões de recuperações em outubro.   
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia