Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de novembro de 2018.
Dia do Supermercado. Dia Internacional da Qualidade.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Inovação

Edição impressa de 12/11/2018. Alterada em 12/11 às 01h00min

Fintech Poa abordará Open Banking e startups

Jorge destaca a importância da regulamentação no segmento

Jorge destaca a importância da regulamentação no segmento


/MARCO QUINTANA/JC
Carolina Hickmann
Atualmente, o Brasil conta com mais de 450 startups focadas em soluções financeiras, segundo o mapeamento Radar Fintech Lab. As especulações sobre a tomada de corpo da regulação para o Open Banking no País em 2019 têm inquietado o segmento. A partir dela, a possibilidade de maior protagonismo das jovens empresas surge pela abertura de informações bancárias a partir de autorização dos clientes.
Neste cenário, o hub de conhecimento sobre empreendedorismo e inovação Vale do Sulício promoverá evento com a temática Revolução do mercado financeiro, o Fintech Poa, dia 13 de novembro, no hotel Sheraton. A palestra de abertura fica por conta do consultor do departamento de regulação do Sistema Financeiro do Banco Central (BC), Mardilson Queiroz, que falará sobre a Lei P2D2, o Open Banking, em vigor a partir deste ano na Europa.
O cofundador da entidade promotora, Felipe Jorge, explica que, em solo europeu, a realidade das instituições bancárias já foi bastante alterada. Por lá, boa parte das atividades foram terceirizadas para empresas menores. "A previdência privada de um grande banco, digamos, foi terceirizada para uma
fintech que tinha maior eficiência", exemplifica, ao relatar a possibilidade de crescimento das jovens empresas do País a partir da regulamentação.
No Fintech Poa também serão apresentados cases de sucesso e tendências como chatbots, blockchain, big data e temas relacionados. O diretor de inovação e expansão da Saque e Pague, Nori Lermen, abordará a transformação bancária na palestra "Conheça, na prática, como o Saque e Pague transformou o fluxo do dinheiro no Brasil. O CEO e fundador da Quanto, Ricardo Taveira, falará sobre o Open Banking na prática para as fintechs.
Os interessados em participar do evento podem realizar a inscrição no site www.valedosulicio.com.br. Em segundo lote, o valor do ingresso individual é R$ 199,00; para duas pessoas, a entrada custa R$ 358,00. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia