Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

mercado financeiro

31/10/2018 - 20h31min. Alterada em 31/10 às 20h31min

Petrobras vende ativos na Nigéria para holandesa Petrovida por US$ 1,53 bilhão

A Petrobras fechou a venda de sua participação na Petrobras Oil & Gas (PO&GVB) para a holandesa Petrovida Holding. Em fato relevante, a estatal informa que a sua participação na PO&GBV é de 50%, e a transação envolverá o valor total de até US$ 1,53 bilhão, dos quais US$ 1,407 bilhão serão pagos à vista, e mais US$ 123 milhões estão previstos após o processo de redeterminação de um dos campos envolvidos na negociação.
A Petrobras fechou a venda de sua participação na Petrobras Oil & Gas (PO&GVB) para a holandesa Petrovida Holding. Em fato relevante, a estatal informa que a sua participação na PO&GBV é de 50%, e a transação envolverá o valor total de até US$ 1,53 bilhão, dos quais US$ 1,407 bilhão serão pagos à vista, e mais US$ 123 milhões estão previstos após o processo de redeterminação de um dos campos envolvidos na negociação.
A PO&GVB é uma joint venture constituída pela Petrobras e pelo BTG Pactual na Holanda, que administra ativos localizados na Nigéria. A empresa possui 8% de participação no bloco OML 127, onde se encontra o campo produtor de Agbami, e 16% de participação no bloco OML 130, que contém o campo produtor de Akpo e o campo de Egina, em fase final de desenvolvimento. A PO&GVB não é operadora em nenhum deles, e a produção atual dos ativos é próximo de 21 mil barris/dia, equivalentes à parcela da Petrobras.
A Petrovida tem como acionistas a holandesa Vitol, que tem 50% de participação, a canadense Africa Oil, com fatia de 25%, e a africana Delonex, com outros 25%.