Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 24 de outubro de 2018.
Dia das Nações Unidas - ONU.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mineração

24/10/2018 - 19h07min. Alterada em 24/10 às 19h08min

Vale tem lucro líquido de US$ 1,408 bilhão no 3º trimestre, queda de 36,8%

Estadão Conteúdo
O lucro líquido da Vale no terceiro trimestre atingiu US$ 1,408 bilhão, queda de 36,8% em relação ao visto um ano antes. No trimestre imediatamente anterior o lucro foi de US$ 76 milhões.
Considerando o lucro líquido recorrente, a Vale reportou um ganho de US$ 2,056 bilhões, queda de 1% em relação ao mesmo período do ano anterior. Houve queda de 1% também em relação ao segundo trimestre do ano. Pelo modelo recorrente, a companhia informa que o número não contempla o efeito da depreciação do real sobre a dívida denominada em dólares e ajustes contábeis.
"Os fortes resultados do terceiro trimestre mostram a mudança estrutural nos mercados de minério de ferro e aço chineses. Somos a empresa de mineração mais bem posicionada para nos beneficiarmos do "flight to quality", dada a crescente participação de produtos premium", destacou, no documento que acompanha o demonstrativo financeiro da Vale, o presidente da mineradora, Fabio Schvartsman. O executivo frisa que a Vale está se transformando para ser uma empresa mais previsível, com entrega de desempenho operacional sólido, maior realização de preço, menores custos e alocação de capital rigorosa.
Já o Ebitda (lucro, antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado, no intervalo de julho a setembro, somou US$ 4,374 bilhões, aumento de 4% ante o mesmo trimestre do ano anterior. Em relação ao segundo trimestre houve crescimento de 12%.
A receita líquida chegou em US$ 9,543 bilhões no período analisado, expansão de 5% ante o visto um ano antes e alta de 11% ante o trimestre imediatamente anterior.
A produção de minério de ferro pela Vale no terceiro trimestre do ano bateu recorde ao somar 104,945 milhões de toneladas, aumento de 10,3% em relação a igual período do ano anterior. Em relação ao trimestre imediatamente anterior, o aumento foi de 8,5%. No acumulado do ano a produção alcançou 283,652 milhões de toneladas, crescimento de 3,1%.
O lucro líquido da Vale de US$ 1,408 bilhão no terceiro trimestre de 2018 veio 26% menor do que a média das projeções de oito instituições financeiras consultadas pelo Prévias Broadcast (Bradesco BBI, BTG Pactual, Itaú BBA, JPMorgan, Morgan Stanley, Safra, Santander e XP Investimentos), que estimava um ganho de US$ 1,91 bilhão.
Já o Ebitda (lucro, antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no período analisado, de US$ 4,374 bilhões, ficou em linha com a média das projeções dos analistas de mercado (US$ 4,289 bilhões).
A receita líquida, de US$ 9,543 bilhões, também veio dentro do projetado pelo mercado (US$ 9,559 bilhões).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia