Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de setembro de 2018.
Dia Mundial do Turismo.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Combustível

Edição impressa de 27/09/2018. Alterada em 27/09 às 01h00min

Gaúchos pagam os combustíveis mais caros do Sul

Pelo segundo mês consecutivo, o Rio Grande do Sul apresentou os combustíveis mais caros de toda a Região Sul, de acordo com o levantamento mensal do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Em agosto, o preço médio do litro da gasolina paga no Estado foi de R$ 4,699; o etanol, R$ 3,998; o GNV, R$ 3,150; e o diesel e diesel-10, com a média de R$ 3,278 e R$ 3,370, respectivamente.
O Paraná concentrou os melhores preços para o etanol (R$ 2,691), diesel (R$ 3,129) e diesel-10 (R$ 3,240). Já a gasolina paga pelos paranaenses ficou em R$ 4,300. Na sequência, os postos de Santa Catarina tiveram o melhor preço médio para o litro da gasolina e do GNV, R$ 4,137 e R$ 2,592, respectivamente.
A Região Sul segue na liderança dos menores preços dos combustíveis em todo o Brasil. No mês passado, os postos registraram o menor preço médio do litro da gasolina, R$ 4,625, valor 6% menor que o encontrado na Região Norte, onde o litro do combustível foi o mais caro do País: R$ 4,922.
Os motoristas do Sul também pagaram menos pelo litro do diesel e do diesel S-10, com o valor médio de R$ 3,329 e R$ 3,416, respectivamente. Os valores mostram uma diferença de 11% a menos em relação aos preços praticados na Região Norte.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia