Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de agosto de 2018.
Dia Internacional dos Povos Indígenas.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Varejo

09/08/2018 - 20h10min. Alterada em 09/08 às 20h23min

Lojas Americanas tem lucro de R$ 26,3 milhões no 2º trimestre; queda de 58,1%

No acumulado do primeiro semestre, a loja obteve o lucro de R$ 46,3 milhões

No acumulado do primeiro semestre, a loja obteve o lucro de R$ 46,3 milhões


FERNANDO ALBRECHT/ESPECIAL/JC
A Lojas Americanas registrou no segundo trimestre de 2018 um lucro líquido de R$ 26,3 milhões, o que representa um encolhimento de 58,1% sobre o mesmo período do ano anterior. No acumulado do primeiro semestre, houve lucro de R$ 46,3 milhões, comparável a um prejuízo de R$ 70,2 milhões dos primeiros seis meses do ano passado.
O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado ficou em R$ 578 milhões no critério ajustado no segundo trimestre, recuo de 6% sobre o mesmo intervalo do ano anterior. Em seis meses, o Ebitda consolidado chegou a R$ 1,101 bilhão, 10,4% maior que o do mesmo período de 2017.
Na visão controladora (que reflete os dados do varejo físico), o Ebitda ajustado foi de R$ 497 milhões no segundo trimestre, 7,3% menor na comparação anual. No semestre, o Ebitda da controladora foi R$ 953,5 milhões, alta de 8,7% sobre 2017.
No trimestre, a receita líquida consolidada foi de R$ 3,815 bilhões, queda de 0,2% sobre os mesmos três meses de 2017, ao passo que a controladora registrou receita de R$ 2,360 bilhões, recuo de 0,8% na mesma comparação. No acumulado do semestre, a receita líquida consolidada subiu 8,1% para R$ 7,837 bilhões e a da controladora aumentou 13%, para R$ 4,935 bilhões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia