Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

balanços

08/08/2018 - 20h40min. Alterada em 08/08 às 20h40min

Lucro líquido da Braskem soma R$ 547 mi no 2º trimestre, queda de 50%

A Braskem anunciou lucro líquido de R$ 547 milhões na controladora no segundo trimestre de 2018, 50% inferior aos R$ 1,090 bilhão registrado no mesmo período do ano anterior. O desempenho também é 48% menor ao informado no primeiro trimestre de 2018, em razão da desvalorização cambial, que afetou o resultado financeiro.
A Braskem anunciou lucro líquido de R$ 547 milhões na controladora no segundo trimestre de 2018, 50% inferior aos R$ 1,090 bilhão registrado no mesmo período do ano anterior. O desempenho também é 48% menor ao informado no primeiro trimestre de 2018, em razão da desvalorização cambial, que afetou o resultado financeiro.
Entre abril e junho, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 3,177 bilhões, com alta de 5% no comparativo anual e de 20% em relação ao trimestre imediatamente anterior. A margem Ebitda caiu 3 pontos porcentuais (p.p.) no comparativo anual, para 23%. Em março de 2018, a margem foi de 20%.
Em dólares, o Ebitda somou US$ 877 milhões, 7% abaixo do segundo trimestre de 2017, mas 7% acima do primeiro trimestre.
A receita líquida cresceu 16% no trimestre no comparativo anual, para R$ 13,786 bilhões. Em relação ao trimestre imediatamente anterior foi apurado acréscimo de 6%.
O resultado financeiro líquido consolidado no segundo trimestre ficou negativo em R$ 2,142 bilhões, 216% maior que a cifra negativa de R$ 677 milhões no mesmo intervalo de 2017. O resultado também é 340% maior que o resultado negativo de R$ 487 milhões informado no primeiro trimestre.