Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de agosto de 2018.
Dia Internacional dos Povos Indígenas.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Logística

Edição impressa de 09/08/2018. Alterada em 09/08 às 01h00min

Isenção de pedágio para o eixo suspenso de caminhão vai a sanção

Folhapress
O Senado aprovou ontem a Medida Provisória que isenta os eixos suspensos de caminhões da cobrança de pedágio nas rodovias do País. O texto, aprovado na noite de terça-feira pela Câmara, segue para sanção do presidente Michel Temer.
A medida foi editada em maio por Temer e faz parte do pacote de propostas negociado com o objetivo de encerrar a paralisação dos caminhoneiros que parou também as rodovias do País.
A isenção dos eixos suspensos era uma reivindicação da categoria, mas é contestada pelas concessionárias de pedágios.
Nas carretas vazias, por economia, os eixos sobressalentes são mantidos suspensos e não tocam a pista. Dessa forma, não há desgaste dos pneus.
Os sindicatos de caminhoneiros entendem que a isenção de pedágio é justificada porque, sem o contato do pneu com o solo, o desgaste do asfalto é menor.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia