Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Mercado Imobiliário

01/08/2018 - 01h05min. Alterada em 01/08 às 01h00min

Cai juro imobiliário para pessoa jurídica da Caixa

Contingência permitirá à instituição seguir as regras de Basileia 3

Contingência permitirá à instituição seguir as regras de Basileia 3


/MARCELO G. RIBEIRO/JC

A Caixa anunciou redução das taxas de juros do crédito imobiliário para o segmento Produção Pessoa Jurídica, com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). As taxas serão reduzidas em média de 1 a 2 pontos percentuais ao ano (a.a.), sendo a taxa mínima de 9% a.a., de acordo com porte, rating, nível de relacionamento das empresas com a Caixa e a sustentabilidade do projeto, como informa o banco em comunicado.

A Caixa anunciou redução das taxas de juros do crédito imobiliário para o segmento Produção Pessoa Jurídica, com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). As taxas serão reduzidas em média de 1 a 2 pontos percentuais ao ano (a.a.), sendo a taxa mínima de 9% a.a., de acordo com porte, rating, nível de relacionamento das empresas com a Caixa e a sustentabilidade do projeto, como informa o banco em comunicado.

"Como o cenário econômico está apresentando sinais de retomada, o banco reposicionou suas taxas de juros do SBPE e, atendendo à estratégia que valoriza a escolha da Caixa como banco de principal relacionamento, propôs-se a tratar de forma diferenciada os clientes com bom índice de relacionamento e com uma abordagem de incentivo ao cliente de menor risco, em razão da sua nota de score", explica o vice-presidente de Habitação da Caixa, Paulo Antunes de Siqueira, na nota.

O objetivo é a "retomada dos lançamentos de empreendimentos para geração de emprego, renda e acesso a moradia", ainda segundo o comunicado.