Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 24 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Sistema Financeiro

Edição impressa de 24/07/2018. Alterada em 24/07 às 01h00min

Remaza é líder em queixas de consórcios

Agência Brasil
O Banco Central (BC) publicou ontem o Ranking de Reclamações contra Administradoras de Consórcios referente ao primeiro semestre de 2018. A liderança do ranking é da Remaza, com índice de 252,18. Na sequência aparecem Itaú Unibanco Veículos (199,10) e Multimarcas (125,34).
Pela metodologia do BC, esse índice é calculado com base no número de reclamações consideradas procedentes, dividido pelo número total de clientes da instituição e multiplicado por um fator fixo (1.000.000). No caso do Remaza, foram cinco reclamações consideradas procedentes no primeiro semestre, em uma base total de 19.827 clientes.
No ranking aparecem, ainda, Caixa Consórcios S.A. (88,90), Consórcio Nacional Volkswagen Administradora de Consórcio (25,63), GMAC (24,06), Itaú Administradora de Consórcios (19,55), Bradesco Administradora de Consórcios (6,25), BB Administradora de Consórcios (4,33) e Administradora de Consórcio Nacional Honda (3,94).
Entre as reclamações mais frequentes estão "descumprimento de obrigações previstas em contratos" (34 ocorrências), "irregularidades relacionadas à liberação do crédito" (19) e "outras irregularidades" (11).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia