Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Mercado Financeiro

23/07/2018 - 10h23min. Alterada em 23/07 às 10h26min

Juros futuros se ajustam em alta em sintonia com dólar

As taxas futuras de juros operam em alta nesta manhã de segunda-feira (23) em sintonia com o dólar. Os agentes de renda fixa realizam um ajuste parcial do movimento de devolução de prêmios ocorrido na última sexta-feira (20), quando a aliança entre os partidos do Centrão (PR, PP, DEM, Solidariedade e PRB) e o pré-candidato tucano Geraldo Alckmin resultou em uma forte devolução de prêmios de risco em toda a curva. No trecho mais longo, as taxas chegaram a recuar até 30 pontos-base na sexta. Hoje os agentes seguem de olho no noticiário político, e na cautela que predomina no exterior em meio às ameaças ao comércio global.
As taxas futuras de juros operam em alta nesta manhã de segunda-feira (23) em sintonia com o dólar. Os agentes de renda fixa realizam um ajuste parcial do movimento de devolução de prêmios ocorrido na última sexta-feira (20), quando a aliança entre os partidos do Centrão (PR, PP, DEM, Solidariedade e PRB) e o pré-candidato tucano Geraldo Alckmin resultou em uma forte devolução de prêmios de risco em toda a curva. No trecho mais longo, as taxas chegaram a recuar até 30 pontos-base na sexta. Hoje os agentes seguem de olho no noticiário político, e na cautela que predomina no exterior em meio às ameaças ao comércio global.
Às 9h49, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2019 estava em 6,720%, de 6,705% no ajuste de sexta-feira. O DI para janeiro de 2020 apontava 8,11%, de 8,06%. O DI para janeiro de 2021, mais líquido, projetava 9,11%, de 9,07%. Já na ponta mais longa, o DI para janeiro de 2023 marcava 10,38%, de 10,33 do ajuste anterior. No câmbio, o dólar à vista subia 0,10%, aos R$ 3,7804. O dólar futuro de agosto estava em alta de 0,29%, aos R$ 3,7855.
Nesta manhã, o Relatório de Mercado Focus mostrou que os economistas do mercado financeiro reduziram a previsão para o IPCA de 2018. A mediana para a inflação oficial neste ano foi de 4,15% para 4,11%. Há um mês, estava em 4,00%. Já a projeção para o índice em 2019 permaneceu em 4,10%. Quatro semanas atrás, estava no mesmo patamar.