Porto Alegre, sábado, 14 de março de 2020.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Turismo

22/07/2018 - 21h53min. Alterada em 22/07 às 21h53min

Sol, mar e passeio de buggy são os atrativos de Natal

Além das belezas naturais, turistas ainda desfrutam dos confortos oferecidos por hotéis e resorts

Além das belezas naturais, turistas ainda desfrutam dos confortos oferecidos por hotéis e resorts


SEHRS NATAL GRAND HOTEL/DIVULGAÇÃO/JC
Adriana Lampert
Aproveitar o clima quente e as belezas naturais dos destinos do Nordeste é um dos sonhos de consumo de muitos gaúchos durante as férias de julho. Além de lugares como Alagoas (que atrai muitos mergulhadores por ter um litoral de áreas preservadas e cenários paradisíacos) e Bahia (famosa por sua diversidade cultural, arquitetura barroca e símbolos artísticos em toda a região), também o Rio Grande do Norte é objeto de desejo de brasileiros e estrangeiros, principalmente nas férias de julho. Sol, mar de águas quentes e cristalinas, passeios de buggy e o conforto dos resorts são os principais atrativos da capital do estado, Natal. "Uma vantagem é o clima, que é seco", destaca o diretor da Argus Turismo, Danilo Kehl Martins. Segundo ele, o destino vem apostando em se tornar um hub internacional, por ser o ponto do País mais próximo da Europa.
Aproveitar o clima quente e as belezas naturais dos destinos do Nordeste é um dos sonhos de consumo de muitos gaúchos durante as férias de julho. Além de lugares como Alagoas (que atrai muitos mergulhadores por ter um litoral de áreas preservadas e cenários paradisíacos) e Bahia (famosa por sua diversidade cultural, arquitetura barroca e símbolos artísticos em toda a região), também o Rio Grande do Norte é objeto de desejo de brasileiros e estrangeiros, principalmente nas férias de julho. Sol, mar de águas quentes e cristalinas, passeios de buggy e o conforto dos resorts são os principais atrativos da capital do estado, Natal. "Uma vantagem é o clima, que é seco", destaca o diretor da Argus Turismo, Danilo Kehl Martins. Segundo ele, o destino vem apostando em se tornar um hub internacional, por ser o ponto do País mais próximo da Europa.
"Há muito fretamento do exterior para Natal", comenta Martins. "Somente este ano, já recebemos 34 mil visitantes do exterior", confirma o diretor-geral do Serhs Natal Grand Hotel, Willian Lass. Em número, os visitantes brasileiros superam os estrangeiros, completa Lass. "Desde janeiro deste ano, já recebemos 94 mil hóspedes de outros estados brasileiros", conta. Localizado na Via Costeira, em frente ao oceano - na Praia de Ponta Negra - o Serhs Natal Grand Hotel é um dos maiores resorts (cinco estrelas) do Rio Grande do Norte.
Somando 396 apartamentos, o empreendimento tem foco principal nas áreas de piscinas, (incluindo versões térmicas e infantis) e conta também com academia, três bares (inclusive um dentro da piscina central) e quatro restaurantes. "Nossa oferta passa por restaurante especializado em carnes e outro em frutos do mar, mas também temos o buffet principal, e um estabelecimento onde servimos rodízio de pizzas, além do restaurante à beira mar, onde o turista tem opções de lanches, almoços e petiscos", resume Lass.
De acordo com o diretor-geral do Serhs Natal Grand Hotel, 3% dos hóspedes do resort são gaúchos. "Natal não é o lugar mais procurado por gaúchos", pondera o diretor da Argus Turismo. "A maioria das pessoas que viaja pela primeira vez para o Nordeste prefere Pernambuco, Bahia ou Alagoas. Mas quem já conhece estes destinos, se optar por Natal, verá que é um destino bom para descansar e contemplar a natureza." Na opinião de Martins, um dos componentes que "complica" é a baixa ofertas de voos. "De dois anos para cá, a oferta de voos reduziu muito, principalmente para Natal e Fortaleza - e isso influencia muito nos preços das passagens, e, consequentemente, no valor dos pacotes", explica. Segundo ele, um pacote de viagem para Natal, incluindo passagens de ida e volta e hospedagem com café da manhã por sete dias, custa R$ 2.900,00 por pessoa, no mês de julho.
O diretor da Argus Turismo afirma que todo Nordeste registrou "boas vendas" para o mês de julho. "Cresceu 10% em relação a 2017. Um dos fatores que ajudou a melhorar a demanda foi a alta do dólar, que travou um pouco as viagens para o exterior", avalia.

Destino está entre os quatro mais procurados do Nordeste

De acordo com a assessoria de imprensa da CVC, Natal é um dos destinos mais procurados pelos clientes da Operadora. Somente no 1 semestre deste ano, a capital potiguar foi o quarto lugar que mais recebeu passageiros da CVC, ficando atrás apenas de Porto Seguro, Maceió e Fortaleza. No ano passado, o destino era o quinto mais procurado. Em relação à julho, Natal se mantém, comparado ao mesmo período do ano anterior, como terceiro destino mais procurado levando em consideração o número de pernoites. Ainda de acordo com dados da assessoria da operadora, a estadia do passageiro em Natal é de, em média, cinco a sete dias, e o perfil na escolha da hotelaria é bastante diversificado e equilibrado entre resorts, hotéis de praia e pousadas econômicas, dependendo do perfil do viajante.
Além do conforto dos resorts, que podem ocupar o dia todo do turista com suas atrações internas, quem viaja a Natal geralmente ainda tem como alternativa as belezas das praias da Via Costeira, Praia dos Artistas e Ponta Negra. O destino oferece várias opções de passeios, sendo que o turista que fica durante sete dias no destino, pode optar por visitar praias como a de Pipa e Cacimbinhas, a Baía Formosa, Maracajú, entre outras. "Tem ainda os tradicionais passeios de buggy a Genipabu", destaca o diretor-geral do Serhs Natal Grand Hotel, Willian Lass. Segundo ele, em julho a ocupação do resort superou a taxa de 90% para as últimas duas semanas. "Devemos crescer em torno 3% em relação a julho do ano passado."
Lass afirma que há muito pouca oferta para este mês no empreendimento, em vista da alta procura. De acordo com o gestor, entre os dias 22 e 28 de julho, o preço varia de R$ 3.595,00 a R$ 4.347,00, o valor da hospedagem para um casal com até três crianças, de no máximo 12 anos, hospedadas no mesmo apartamento dos pais, dependendo do apartamento escolhido. O pacote inclui pensão completa - café da manhã, almoço e jantar servidos nos restaurantes Renato Romagnoni e Potiguar.